terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Nove membros da facção Família do Norte são presos em Aracati e Canoa Quebrada

Nove integrantes da Família do Norte (FDN), a terceira maior facção criminosa do País, segundo a Polícia Federal, foram presos, na tarde desta segunda-feira (30) em Canoa Quebrada e em Aracati. Através de informações e denúncias anônimas, os policiais militares do Comando Tático Rural (Cotar) e do Batalhão de Choque (BPChoque) chegaram até os suspeitos.
Dos 9 presos, 4 estavam em uma casa no bairro Cohab, em Aracati. Samuel Matheus Ferreira Mota, de 20 anos, e sua namorada, Ângela Ferreira da Costa, 47, conhecida como ‘Coroa’, líder da FDN em Aracati e Canoa Quebrada; Robério Simão de Lima, 40, e Erenildo Vitor da Silva, de 30 anos, também conhecido como ‘Bolinha’ e suspeito de ter cometido um homicídio no último dia 26, no bairro Baixada em Aracati, que vitimou um homem conhecido como Erlan.
Os outros cinco foram presos em uma casa na Rua Por do Sol, em Canoa Quebrada. Michael Anderson da Câmara Pessoa, 28, conhecido como ‘Maikon Bocão’; Maria Victória Rebouças da Silva, 18; Walisson dos Santos Barbosa, 20, o ‘Popó’, e Alexsandra Viana da Silva de 18 anos. O último preso, José Ednardo Campelo Bessa Filho, de 22 anos, é ainda suspeito de participação no homicídio a um cabo da PM, em um assalto a loja Macavi em 4 de novembro do ano passado, em Limoeiro do Norte. De acordo com o Cotar, Ednardo estaria também saindo da FDN e indo para a facção Guardiões do Estado (GDE). A Polícia diz ainda que ele estava entre os ex-companheiros, pois ainda “tinha contas a acertar com alguém da FDN”.
A operação de rotina da 5a Cia do Cotar também apreendeu seis aparelhos celulares, R$ 161 em cédulas e R$ 89,95 em moedas, um revólver calibre 32 com 6 cartuchos intactos, uma faca, um aparelho de som automotivo, um veículo Volkswagen Gol vermelho, embalagem plástica para fazer papelotes de drogas e um total de 130 gramas de crack, maconha e cocaína em papelotes, prontas para comercialização. Os suspeitos vão responder por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário