domingo, 18 de dezembro de 2016

Mais de 40 cidades da Paraíba registraram precipitações chuvosas nesse final de ano

0a
A cidade que mais tem registrado chuvas na Paraíba neste mês de dezembro é Serraria, no Brejo paraibano. O município já recebeu um volume total de 35,7 mm de chuva entre o dia 1º de dezembro e a última sexta-feira (16). Os dados são da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa). Outras cidades como Pilões, Guarabira, Alhandra, Pirpirituba e Solânea completam a lista das que tiveram os maiores registros de chuvas neste período.
De acordo com os dados da Aesa, a segunda cidades com mais chuvas registradas é Pilões (33,7mm); seguida de Guarabira com (31,8mm), Alhanda (30,2mm); Pirpirituba (30mm) e Solânea (23, 8mm). Os dados divulgados no site da Aesa confirmam chuvas em 42 dos 223 municípios da Paraíba entre 1º e 16 de dezembro.
Ainda segundo os dados da Aesa, a cidade de Serraria também foi a que registrou o maior volume de chuvas em um único dia, pois, o total de 35,7mm contados pela Aesa, ocorreu na aferição da chuva ocorrida durante a última sexta-feira. A região que mais teve registros de chuvas foi a do Brejo paraibano.
Em todo o estado, internautas confirmaram a presença de chuvas em outras cidades como em Campina Grande, no Agreste paraibano e Sousa, no Sertão do Estado. Mas os dados de volumes registrados nestas cidades não foram divulgados pela Aesa, até o fim da tarde deste domingo (18).
Confira os volumes de chuvas registrado pela Aesa de 1º a 16 de dezembro de 2016:
Alagoinha (2,2mm); Algodão de Jandaíra (7,6mm); Alhandra (30,2mm); Arara (18,9mm); Araruna (3,1mm); Araçagi (4,6mm); Areia (12,3mm); Bayeux (2mm); Belém 10,3mm); Bonito de Santa Fé (1,5mm); Boqueirão (0,4mm); Borborema (28,2mm); Cabedelo (6,4mm); Cachoeira dos Índios (16,5mm); Caiçara (4,2mm); Catingueira (3mm); Conceição (2,5mm); Conde 12,8mm); Cruz do Espírito Santo (7,5mm); Dona Inês (6,5mm); Esperança (21mm); Guarabira (31,8mm); Itaporanga (1,5mm); Jacaraú (18,1mm); João Pessoa (7,6mm); Lagoa (25,7mm); Lagoa de Dentro (12,9mm); Mamanguape (1,8mm); Mataraca (14,7mm); Marinhas (1,4mm); Pedra Branca (1,5mm); Pedras de Fogo (6,3mm); Pilões (33,7mm); Pirpirituba (30mm); Pombal (6,5mm); Puxinanã (3,5mm); Remígio (17,4mm); Rio Tinto (5,2mm); Santa Cruz (18,4mm); Santa Rita (6mm); Serraria(35,7mm); Sertãozinho (11,1mm); Solânea (23,4mm); São José de Piranhas (4,8mm)

Fonte: G1/PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário