quarta-feira, 30 de novembro de 2016

'Não foi execução; foi latrocínio', diz sobrinho de empresário morto no RN

A família de José Rosemberg Saldanha, de 55 anos, empresário morto a tiros na noite desta terça-feira (29) dentro de uma caminhonete em frente a um condomínio no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal (veja o vídeo acima), acredita que ele foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). Responsável pelo caso, a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) trabalha o caso em sigilo, mas a delegada Jamille Alvarenga admite que o latrocínio é uma das linhas de investigação.
saiba mais
Na manhã desta quarta (30), em contato com o G1, o sobrinho do empresário disse suspeitar que o tio foi baleado porque reagiu ao assalto. "Não foi uma execução, como muitos estão falando por aí. Foi latrocínio. Acreditamos que os bandidos queriam levar o carro dele. É uma caminhonete Amarok, um veículo possante e que é muito utilizado em assaltos pelo interior do estado. É um carro que consegue rodar em qualquer tipo de terreno", ressaltou Anderson França. "Ele até tinha algum dinheiro na carteira, mas acreditamos que o interesse dos criminosos era mesmo a caminhonete", reafirmou.
"Como os criminosos não levaram nada, nem o carro nem o celular da vítima, deixando para trás a carteira e até mesmo o dinheiro, a princípio acreditamos tratar-se de um caso típico de execução. Depois, ao avaliarmos as imagens, já percebemos a possibilidade de ter acontecido uma tentativa frustrada de assalto, na qual um dos criminosos ficou nervoso e atirou após a reação da vítima, que relutou dentro do carro. Enfim, execução ou latrocínio são possibilidades que não podemos descartar. Qualquer conclusão agora, assim de imediato, seria prematuro de nossa parte", ponderou a delegada.
O crime
Ex-vereador e dono de uma pousada e um balneário na cidade de Lagoa Nova, na região Seridó potiguar, o empresário José Rosemberg Saldanha levou três tiros na cabeça por volta das 21h30 desta terça-feira (29) em frente ao condomínio Vitta, em Cidade Satélite. As imagens que mostram o momento em que ele é morto foram gravadas por câmeras de segurança do residencial. É possível ver a caminhonete do empresário partindo após Rosemberg deixar a filha.
Armados, os criminosos se aproximam, trancam a passagem da caminhonete e abordam o empresário. Naquele instante, a filha havia acabado de sair do carro. A mulher do empresário, que também estava no veículo, consegue sair e corre para pedir ajuda na portaria, onde ela encontra a filha. Poucos segundos depois, tiros são disparados. Rosemberg é baleado à queima-roupa e morre na hora. Mãe e filha se desesperam. Os assassinos fugiram no mesmo carro em que chegaram.

Fonte: G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário