sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Suspeitos jogam bomba caseira em delegacia de Fortaleza

Moro disponibiliza a Força Nacional para apoiar estado do Ceará contra violência
Grupo criminoso assaltou e incendiou concessionária no Bairro Papicu, em Fortaleza. — Foto: Thiago Gadelha/Diário do Nordeste
O 8º Distrito Policial de Fortaleza (CE) sofreu uma tentativa de incêndio na madrugada desta sexta-feira (4). Segundo a Polícia Civil, dois suspeitos que estavam em uma moto jogaram uma bomba caseira contra a delegacia. O artefato não explodiu. Houve troca de tiros, e os homens fugiram.
O estado do Ceará vive uma onda de ataques violentos desde a quinta-feira. Durante o dia, um motim foi registrado na Casa de Privação Provisória de Liberdade e ônibus foram atacados. À noite, uma revendedora de carros foi alvo de um assalto com reféns e veículos foram incendiados.
Segundo a Polícia Civil, a bomba foi atirada contra a delegacia logo depois da meia-noite. Dois homens chegaram em uma moto e jogaram um artefato com formato de dinamite. O material não explodiu. Os policiais e agentes da delegacia trocaram tiros com os suspeitos, que conseguiram fugir.
A Polícia Militar foi acionada e retirou a bomba do local. Ninguém se feriu.
Envio das Forças Armadas
Diante dos ataques, o governador, Camilo Santana (PT), pediu a Moro que tropas da Força Nacional fossem enviadas à região, mas o ministro de Jair Bolsonaro decidiu que só serão enviadas "em caso de deterioração da segurança".
O Ministério da Justiça informou ainda na quinta-feira (3) que o titular da pasta, Sérgio Moro, decidiu que só enviará tropas da Força Nacional ao Ceará se houver "deterioração" da segurança no estado. O ministro determinou que PF, PRF e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) auxiliem no combate à violência.
"O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, determinou, nesta quinta-feira (3/1), à Polícia Federal, à Polícia Rodoviária Federal e ao Departamento Penitenciário Nacional que tomem todas as providências necessárias para auxiliar o estado do Ceará no combate aos atos de violência ocorridos ao longo do dia. A decisão visa dar apoio imediato ao estado, solicitado pelo governador Camilo Sobreira de Santana", diz a nota do ministério. 

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário