quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Nelter sugere dispensa de parte de tributos devidos para que população possa regularizar motos atrasadas

Durante reunião realizada nesta quarta-feira (30) com a governadora Fátima Bezerra (PT) que também contou com membros das equipes econômica e jurídica do Governo do Estado e com outros parlamentares, Nelter Queiroz (MDB) foi o único deputado que saiu em defesa dos potiguares mais humildes que estão com o emplacamento de suas motos atrasado. 
Nelter cobrou e a governadora Fátima determinou as suas equipes econômica e jurídica que envie projeto de lei à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte visando a regularização desta situação. A ideia é que esse refis seja viável tanto para o governo quanto para a população, e faça com que o Estado possa arrecadar mais neste momento de crise. 
“Supomos que uma motocicleta está há três anos atrasada, assim, seria dispensando os tributos referentes há dois anos e o proprietário pagaria um, regularizando a situação deste veículo, frequentemente utilizado pela população de baixa renda como ferramenta de trabalho”, exemplificou Queiroz. 
CAMPO
O parlamentar também alertou à governadora em relação à efetividade da Lei nº 6.967/1996, que dispõe a cerca do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e da Lei nº 8.866/2006, que concede isenção do IPVA e da Taxa de licenciamento Anual de veículos.
“A legislação concede isenção do pagamento do IPVA e da Taxa do Licenciamento Anual para motos que seus proprietários estejam ligados exclusivamente ao meio rural – seja proprietário, produtor ou trabalhador – porém o DETRAN [Departamento Estadual de Trânsito] continua cobrando estas taxas indevidamente aos beneficiados pela lei. Nossa sugestão é que o DETRAN dispense de imediato a cobrança dessas taxas dos beneficiados pela legislação vigente, evitando esta cobrança indevida”, frisou o deputado.
UNIÃO
Ainda na ocasião, Nelter Queiroz afirmou que é preciso superar as divergências políticas e partidárias: “O Rio Grande do Norte é maior que a tradicional divisão entre deputados de oposição e deputados do governo. Precisamos nos aliar e lutar pelo desenvolvimento, pelo emprego, pelo crescimento econômico e pelo equilíbrio financeiro e fiscal”.

Operação de combate ao tráfico de drogas apreende mais de R$ 100 mil e prende mais de 20 na Grande Natal e interior do RN

Foto: Polícia Civil do RN/Divulgação
Uma operação denominada ‘Sal da Terra’, realizada pela Polícia Civil do Rio Grande do Norte, nesta quinta-feira (31), apreendeu mais de R$ 100 e prendeu pelo menos 21 pessoas. Armas e drogas também foram apreendidas. A ação policial teve o objetivo do cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão contra integrantes de uma facção criminosa que atuam no tráfico de drogas no estado.
A operação cumpriu mandados na Grande Natal, e em quatro cidades da região salineira do estado: Pendências, Alto do Rodrigues, Macau e Guamaré.
Cerca de 200 policiais civis e militares participaram da ação, que também contou com o apoio de agentes penitenciários.

Fonte: Blog do BG

ZERO GRAU, A SUA DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

Precisou de bebidas em geral? Procure a Zero Grau distribuidora de bebidas. Fones: (84) 99953-8378 / (84) 99650-8773 / (84) 98793-9504.

RN tem o mês de janeiro menos violento dos últimos 5 anos

Policiamento ostensivo tem sido intensificado no início deste ano — Foto: PMRN/Divulgação
O Rio Grande do Norte tem o mês de janeiro menos violento dos últimos 5 anos. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), de 1º a 30 de janeiro de 2014, foram registrados 132 assassinatos no estado. Já nos primeiros 30 dias deste ano, foram 124 homicídios.
Em termos percentuais, a redução em relação a janeiro de 2014 foi de 6 %. Já em comparação ao primeiro mês de 2018, a queda foi ainda maior: 38%.
Para Ana Cláudia Saraiva, delegada geral da Polícia Civil potiguar, a redução no número de mortes violentas, como popularmente são chamadas as condutas violentas letais intencionais (CVLIs), aconteceu em razão de um maior enfrentamento às facções criminosas que atuam no estado – principalmente prisões de traficantes de drogas – intensificação de ações policiais nas principais manchas criminais, serviços mais amplos de inteligência, melhor aplicação de tecnologias e melhor integração entre as forças de segurança pública, "além de uma maior valorização dos policiais, com a garantia de pagamento de diárias operacionais", destacou.
Números absolutos de homicídios
2014 2015 2016 2017 2018 2019 Variação (2014/2019) Variação (2018/2019)
132 146 143 201 200 124 - 6% - 38%
Fonte: Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed)
Melhorias
A melhoria na segurança pública foi o tema de uma entrevista coletiva realizada na manhã desta quinta-feira (31), na qual a Sesed apresentou dados que comprovam a redução da criminalidade no estado.
Além da queda no número de homicídios, também houve redução na quantidade de crimes contra o patrimônio, furtos e roubos de veículos, roubos no sistema de transporte público, e mais um aumento no número de prisões.
Os dados, vale ressaltar, se referem ao mês de janeiro deste ano em comparação com o mês de janeiro do ano passado, tomando como base o período de 1º ao dia 28.
Números
Crime Violento ao Patrimônio - Furtos
Janeiro de 2018 (1º a 28) Janeiro de 2019 (1º a 28) Variação
191 153 - 19,90%
Fonte: Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) / * Apenas Região Metropolitana
Crime Violento ao Patrimônio - Roubos
Janeiro de 2018 (1º a 28) Janeiro de 2019 (1º a 28) Variação
1179 783 - 33,59%
Fonte: Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) / * Apenas Região Metropolitana
Crime Violento ao Patrimônio - Roubo de Veículos
Janeiro de 2018 (1º a 28) Janeiro de 2019 (1º a 28) Variação
649 465 - 28,4%
Fonte: Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) / * Apenas Região Metropolitana
Crime Violento ao Patrimônio - Roubo em Transporte Coletivo
Janeiro de 2018 (1º a 28) Janeiro de 2019 (1º a 28) Variação
44 39 -11,4%
Fonte: Fonte: Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) / * Apenas Região Metropolitana
Pessoa Conduzidas à Delegacia - Natal
Janeiro de 2018 (1º a 28) Janeiro de 2019 (1º a 28) Variação
194 221 + 13,9%
Fonte: Fonte: Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed)
Pessoa Conduzidas à Delegacia - Região Metropolitana
Janeiro de 2018 (1º a 28) Janeiro de 2019 (1º a 28) Variação
282 326 + 15,6%

Fonte: G1/RN

Polícia Civil de São Bento cumpre Mandado de Prisão decorrente de descumprimento de Medidas Protetivas

Atenta aos crimes de feminicídio, A delegacia de São Bento representou pela prisão preventiva, e no dia de hoje, 29/01/2019, efetuou o devido cumprimento do mandado em desfavor do nacional José Humberto Sales de Souza de 47 anos, natural de São Bento.
José Humberto estava separado de sua ex-companheira desde o ano passado, época em que a mesma procurou a delegacia e solicitou medidas protetivas de urgência, onde ficou determinado um limite de distância entre o casal.
Humberto voltou a importunar/ameaçar a vítima e diante dos fatos o Delegado Anderson Fontes representou por sua prisão preventiva, a qual fora concedida pela justiça e cumprida no fim da manhã de hoje. Após os procedimentos de praxe na delegacia José Humberto ficará a disposição da Justiça no presídio de Catolé do Rocha.

Fonte: Jair Sampaio

Empresário escapa após “matador” revelar plano tramado por esposa

O plano de mãe e filho para assassinar Jaetts Amaral, marido e padrasto, respectivamente, não saiu como eles esperavam. O suspeito que recebeu R$ 30 mil para assassinar o empresário não praticou o crime e ainda contou toda a trama para a vítima, que fugiu para outro estado para se proteger.
O motivo para planejar a morte, segundo a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), seria um conflito patrimonial enfrentado pela família, que ostentava uma vida luxuosa na redes sociais. A revelação dessa história, que mais parece um roteiro de filme, foi divulgada pela Polícia Civil de Alagoas em entrevista coletiva na Secretaria de Segurança Pública, em Maceió, nesta quarta-feira (30).
Suely Moraes Amaral e o filho Igor Amaral foram presos nesta terça-feira (29). Eles não foram detidos por terem mandado matar Jaetts Amaral, mas por participarem de uma organização criminosa que, segundo a polícia, lucrava em cima da prática de lavagem de dinheiro pelo crime de agiotagem. O suspeito contratado para matar o empresário- cuja participação em agiotagem não foi constatada pelas investigações – seria responsável por efetuar cobranças da prática criminosa liderada por mãe e filho.
Segundo o delegado Thiago Prado, o suspeito conhecido apenas como João, teria sido contratado em dezembro por R$ 30 mil, tendo recebido a metade naquele mês e a outra metade na quinta-feira passada, quando ele mentiu dizendo que tinha matado Jaetts com dois tiros na cabeça e jogado o corpo em um matagal em Marechal Deodoro. Naquele dia, João teria ainda apresentado uma agenda da vítima à Suely, porque a mulher havia ordenado que ele o fizesse após a consumação do assassinato.
Acreditando que o empresário havia sido assassinado, a própria esposa dele fez a denúncia na Deic, afirmando que Jaetts tinha desaparecido. A Polícia Civil chegou até a mulher e ao enteado da vítima depois que um familiar entrou em contato com a polícia afirmando que o empresário estava bem, em outro estado e revelando toda a trama. De acordo com o delegado Thiago Prado, as investigações apontaram para incongruências nas informações de mãe e filho durante os depoimentos, já que ela havia afirmado que Jaetts tinha deixado uma BMW em uma oficina na região da Jatiúca antes de ficar sem contato. Ao verificar a informação, polícia constatou que era falsa.
“Durante a prisão, expedida pela 17ª Vara Criminal, ela não demonstrou arrependimento e percebemos que ela ficou surpresa quando informamos que o marido estava vivo”, declarou o delegado. Segundo Prado, a mulher alegou que sofria violência física de Jaetts. No entanto, o delegado salientou que não há nenhum registro de Boletim de Ocorrência sobre a violência contra ela.
Ele explicou ainda que o filho foi cúmplice, pois sabia de toda a trama e foi responsável por sacar o dinheiro em um banco para efetuar o pagamento ao suspeito. João desistiu do crime e teria sido pressionado a cometê-lo, caso contrário, “Suely iria contratar outros pistoleiros dos quais ela se relacionava, para matar o marido”, complementou o delegado. O homem não foi preso porque está sendo tratado como colaborador da polícia e está em um local protegido.
Agiotagem
Mãe e filho tiveram a prisão temporária decretada por serem suspeitos de liderar uma organização que lida com pistoleiros e agiotagem. Suely é servidora aposentada da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas, cuja renda é de R$ 20 mil mensais, incompatíveis, segundo a polícia, com o que ostenta nas redes sociais. O filho, Igor Amaral, não tem renda fixa. A vida luxuosa que eles apresentavam em comparação com o que eles realmente têm em ofício levou a polícia a levantar “fortes indícios” da prática de lavagem de dinheiro, conforme informou o delegado Thiago Prado.
Ainda segundo a polícia, os indícios ficaram mais fortes depois do depoimento de João, que confessou trabalhar como cobrador dos empréstimos concedidos por Suely na agiotagem. As primeiras informações sobre o homem contratado e toda a trama da morte foi enviada à polícia por meio de gravação em vídeo. Também de acordo com a polícia, Igor foi preso por posse ilegal de arma de fogo. A arma foi apreendida.

Fonte: OP9

Empresário morre em acidente na BR-101 na Grande Natal

Empresário Luiz Hugo perdeu o controle do carro, saiu da pista e capitou o veículo — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi
Um empresário morreu após sofrer um acidente nesta quarta-feira (30) em uma rodovia próxima ao município de São José De Mipibu, na Grande Natal. Ele era o ex-marido da empresária Maria da Conceição Barbosa, que foi assassinada no interior do estadoapós um sequestro em outubro do ano passado.
Luiz Hugo Vital Barbosa tinha 57 anos de idade e, no momento do acidente, seguia sozinho em uma caminhonete Hillux no sentido da BR-101 que leva a Natal. O empresário perdeu o controle do veículo, saiu da pista e capotou o carro, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Familiares contaram para a polícia que o Luiz Hugo saiu para fazer um depósito no banco. O dinheiro não foi encontrado, apenas um envelope de depósito rasgado. Uma pistola calibre 380 prateada também foi encontrada dentro do veículo. A arma estava com um carregador cheio. A Polícia Civil recolheu o material para perícia.

Fonte: G1/RN

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

PM APREENDE MAIS DE 02 QUILOS DE ENTORPECENTES NA BR-226 NO MUNICÍPIO DE CURRAIS NOVOS

Por volta das 19h40min dessa quarta-feira (30/01/19) Policiais Militares da 3ª CIPM, guarnição do GTO (Grupo Tático Operacional) apreendeu 02 quilos de maconha, 50 gramas de cocaína e 53 gramas de crack, durante uma abordagem de rotina na BR-226, trevo que dá acesso a cidade de Cerro Corá. Os entorpecentes estavam com o apenado do regime semi-aberto JOSÉ ELTON ALVES PACHECO de 21 anos de idade, natural de Macaíba, residente em Cerro Corá que estava em liberdade a pouco mais de uma semana e foi preso em flagrante.
O acusado seguia em um táxi de Natal com destino a Cerro Corá quando foi abordado pela guarnição do GTO, que retornava de outra missão, e os PM’s suspeitaram do táxi com placas de Natal circulando aquela hora pela rodovia.
José Elton está cumprindo pena por roubo (artigo 157) praticado contra um posto de combustíveis na cidade de Lagoa Nova no ano de 2016.
Mais uma vez parabenizamos os guerreiros da 3ª CIPM que realizam um brilhante trabalho na área da companhia, apesar das dificuldades e salários atrasados.

Fonte: CN Policia

POLICIA DE CURRAIS NOVOS PRENDE DOIS ACUSADOS DE ASSALTO E RECEPTAÇÃO

As policias Civil e Militar de Currais Novos prenderam na manhã desta quarta (30), Ivaldo Silva de Araújo, residente na Rua Zé de Góis, e Caio Jordão de Lima da Silva, de 25 anos. A ação policial começou depois que uma vítima procurou a DP e relatou que foi assaltada no Domingo (27) a noite, na Rua Major Cérvulo no Centro de Currais Novos. Diante dessas informações, começou o cerco e se chegou a pessoa de Ivaldo, que estava de posse do Apple iPhone 6 que tinha sido levado das vítimas e o mesmo confessou que havia negociado com a pessoa de Caio Jordão, que já tem passagem pela policia. Já na Delegacia, as vítimas reconheceram como sendo Caio o autor do roubo.
Caio foi autuado por tráfico de drogas já que foi encontrado R$ 139,00 em dinheiro fracionado e uma quantia de maconha, além de responder pelo roubo e Ivaldo deverá responder em liberdade por receptação de produto roubado.

Fonte: J. Dantas 

Objeto misterioso é encontrado nos confins do Sistema Solar

REPRESENTAÇÃO ARTÍSTICA DO NOVO OBJETO ENCONTRADO NO CINTURÃO DE KUIPER (FOTO: KO ARIMATSU)
Cientistas do Observatório Astronômico Nacional do Japão descobriram um objeto pairando na borda do Sistema Solar, no Cinturão de Kuiper. O corpo celestial poderia ajudar a esclarecer como os planetas se formam, além de resolver um mistério de décadas sobre onde esses objetos estavam escondidos.
Usando dois telescópios de 28 centímetros no telhado de um prédio, eles encontraram o corpo de 1,3 quilômetro de raio. A técnica aplicada foi a ocultação, na qual objetos são observados se movendo na frente de estrelas. Quando o objeto passa, ele bloqueia a luz da estrela. Para encontrar este item, foram analisadas duas mil estrelas por 60 horas.
“Nossa equipe tinha menos de 0,3% do orçamento de grandes projetos internacionais, e nem tínhamos dinheiro suficiente para construir uma segunda cúpula para proteger nosso segundo telescópio, mas ainda assim conseguimos fazer uma grande descoberta”, comentou Ko Arimatsu, que liderou o projeto, em entrevista à Forbes.
O corpo encontrado mede apenas 2,6 quilômetros de diâmetro. Segundo a pesquisa, publicada na Nature Astronomy, a descoberta sustenta modelos de que pequenos planetas começaram como objetos do tamanho de quilômetros antes de crescerem muito.
É a primeira vez que tal corpo é observado, apesar de ter sido previsto por mais de 70 anos. Ele foi encontrado no Cinturão de Kuiper, onde há vários pequenos objetos flutuando – considerados remanescentes do Sistema Solar primitivo. Por serem tão distantes e quase não afetados pela radiação e pelos planetas maiores, ainda são, em grande parte, o que teriam sido naqueles dias.
Com isso, os astrônomos acreditam que poderiam “voltar no tempo” para entender a formação dos planetas. A descoberta também indica que os objetos que serão eventualmente transformados em planetas se formam em aglomerados do tamanho de um quilômetro antes de se unirem.

Fonte: Galileu

Bandidos abrem buraco em parede, invadem farmácia e arrombam caixa de banco na Grande Natal

Para entrar na farmácia, os bandidos foram a um terreno baldio que fica por trás do prédio e fizeram um buraco na parede dos fundos do estabelecimento — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi
Um terminal bancário 24h foi alvo de criminosos na madrugada desta quarta-feira (30) em Parnamirim, cidade da Grande Natal. O caixa, que fica dentro de uma farmácia localizada no bairro Santos Reis, foi arrombado com o auxílio de um maçarico.
Para entrar na farmácia, os bandidos foram a um terreno baldio que fica por trás do prédio e fizeram um buraco na parede dos fundos do estabelecimento.
Ainda não se sabe quantos eram os criminosos. A PM foi chamada após a central de alarmes ser acionada. Dentro da farmácia os policiais encontraram os equipamentos usados pelos bandidos, mas não há a confirmação se o dinheiro foi levado.

Fonte: G1/RN

Homem morto ao tentar ferir policiais com facão em Florânia é natural do Mato Grosso

A Polícia Militar já identificou o homem morto em Florânia ao tentar ferir os policiais com um facão. O Cabo Graco, comandante do DPM daquele município chegou a ser ferido no peito pela lâmina da arma suada pelo investigado.
Nascido em Juína, Mato Grosso, Carlos Calixto Silva tinha 26 anos e era vaqueiro e residia em uma comunidade no município de Florânia, saída para São Vicente, morando com seus pais. Ele estava sendo acusado de roubar uma moto.
Foram encontradas nas vestimentos do suspeito duas munições de Revólver Cal. 38 intactas, além de uma pequena balinha de droga. A Polícia Militar acionou a Polícia Civil da região para liberação e o ITEP para a remoção do corpo.

Fonte: Jair Sampaio

POLÍCIA DE TRÂNSITO APREENDE QUASE 30 MOTOS IRREGULARES DURANTE OPERAÇÃO EM BARAÚNA/RN

Policiais do 2° DPRE com sede em Mossoró, realizaram na manhã de hoje, 29 de janeiro de 2019 uma operação visando retirar de circulação motos irregulares naquela cidade.
De acordo com o Major Lima comandante do 2° DPRE, a operação atendeu um pedido da população que vem sofrendo com ações de condutores de motocicletas que de forma irresponsável vem pondo em risco a vida dos pedestres.
Ainda de acordo com o Major Lima foram apreendidas aproximadamente 30 motocicletas. Todas foram conduzidas para o patio da Policia Rodoviária Estadual em Mossoró.

Fonte: Fim da Linha

Jean Wyllys relata novas ameaças e pede providências imediatas a Moro

O ex-deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), que foi reeleito, mas desistiu do mandato para viver fora do Brasil depois de receber ameaças de morte, relatou novas ameaças por meio de um ofício enviado ao ministro da Justiça, Sergio Moro.
Como informado pela assessoria de Wyllys à coluna da Mônica Bergamo, da 'Folha de S. Paulo', ele recebeu duas mensagens em seu e-mail institucional, uma no sábado (26) e outro na segunda-feira (28).
Em um dos e-mails, o parlamentar é informado que está sendo planejado o assassinato de seus familiares. A mesma mensagem foi enviada para os parentes de Wyllys.
"Isto não é uma bravata, é só um aviso. (...) Foram colocados três sicários ao serviço de nossa corporação Comando Virtual Macelo Valle. Dado como objetivo, fora solicitado a eliminação de três alvos de forma não consecutiva", diz a mensagem. "O Jean pode estar exilado na Europa, 'seguro', mas não podemos dizer o mesmo de vocês", finaliza o autor da ameaça, dirigindo-se aos irmãos do ex-parlamentar.
A mensagem é assinada por Emerson Eduardo Rodrigues Setim, um criminoso que já foi preso e fez ameaças ao deputado anteriormente.
A assessoria de Wyllys pede a Moro "imediata apuração desses e dos demais episódios e ameaças a que o deputado Jean Wyllys vem sendo violentamente submetido".

Fonte: Notícias ao Minuto

POLÍCIA MILITAR E POLÍCIA CIVIL DESVENDAM CRIME DE SEQUESTRO RELÂMPAGO OCORRIDO EM SANTA CRUZ

Por volta das 9:15 a viatura do GTO recebeu uma denúncia da Central Delta de que segundo um popular do Sítio Boa Hora, nas proximidades do Museu Auta Pinheiro, município de Santa Cruz, havia um veículo abandonado naquela localidade. Os policiais se deslocaram e confirmaram a veracidade da informação no local. O veículo se trata de um Chery/Tiggo 2 1.5 AT LOOK, 2018/2019 – azul, Natal/RN. O mesmo teria sido interceptado entre as cidades de Campo Redondo e Santa Cruz por 4 indivíduos em duas motos que levaram a proprietária e a abandonaram na Cidade de Santa Cruz e exigiram que a mesma desse informações de senhas e cartões bancários. O caso será investigado pela Polícia Civil.
A Rádio Patrulha após auxiliar o GTO na ocorrência do carro abandonado no Sítio Boa Hora, na manhã deste dia, 29/01/2019, deu continuidade à ocorrência indo em busca dos suspeitos, onde obtiveram êxito em prendê-los e com eles foram recuperados alguns pertences da vítima e quatro pessoas envolvidas no sequestro relâmpago, sendo dois maiores de idade e dois menores foram detidos e confessaram terem participado do fato. Os acusados são; Pedro Augusto Oliveira dos Santos, 20 anos
Ingrid Mayara Moreira Soares, 18 anos e os menores de iniciais J. C. da S. D. 17 anos e
T. E.da S. C. 17 anos .
Participaram da ocorrência policiais Militares (RP) e o Delegado Regional da 9DRP.

Fonte: Andre Fotos

Interino, Mourão contradiz algumas vezes o discurso de Bolsonaro e gera crítica no núcleo duro do governo

José Cruz – 28.jan.2019/Agência Brasil
O protagonismo midiático do general Hamilton Mourão(PRTB) durante seus dois períodos como presidente interino incomodaram o entorno familiar e político de Jair Bolsonaro (PSL).
Um dos filhos do presidente disse a duas pessoas que o general busca se mostrar como uma figura mais preparada em caso de alguma crise desestabilizar o governo —avaliação, de resto, constante nos círculos políticos de Brasília.
A percepção foi reforçada por momentos em que Mourão apresentou-se como contraponto ao presidente.
Isso ecoa um mal-estar da campanha eleitoral, quando Mourão quis representar Bolsonaro em debates após o atentado a faca que sofreu, sendo rechaçado pelos três filhos do então presidenciável.
Na semana passada, quando assumiu por quatro dias enquanto Bolsonaro estava no fórum de Davos, a primeira aparição do interino foi em uma entrevista à Rádio Gaúcha, na qual disse que a flexibilização do porte de armas não tem efeito contra a violência.
A medida, disse, foi apenas uma mesura do presidente à sua base de apoio. Na sequência, recebeu o embaixador alemão no Brasil, que representava informalmente a União Europeia e deu uma inusual entrevista dizendo que o encontro visava corrigir “uma reputação meio errada”.
O ponto mais nevrálgico foi a negativa da mudança da embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, prometida por Bolsonaro para sua base evangélica e para o premiê Binyamin Netanyahu.
Reconhecer a cidade como capital do Estado judeu é visto como uma reparação do que os evangélicos consideram verdade bíblica e um preâmbulo para a volta de Cristo.
Mourão descartou o plano ao falar sobre o embargo saudita a exportações de frango brasileiro e, depois, durante dois encontros oficiais na segunda (28) e na terça (29) com representantes árabes.
Membros da ala bolsonarista da comunidade judaica e líderes evangélicos disseram que iriam esperar Bolsonaro sair da UTI, onde se recupera da cirurgia que levou Mourão ao cargo pela segunda vez na segunda, para reclamar.
A desavença também ocorre dentro do governo, onde ministros como Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Gustavo Bebianno (Secretaria Geral) se veem questionados tanto por Mourão quanto pelos ministros egressos da ala militar —como os generais da reserva Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo).
O vice nunca foi uma unanimidade nos meios militares devido às posições duras e polêmicas. No cargo, moderou o discurso e, ao fim, é “um deles” em caso de crise —o que é apenas uma hipótese neste momento.
Causou especial alarme no entorno bolsonarista a subida de tom de Mourão sobre a investigação envolvendo movimentações financeiras do primogênito de Bolsonaro, o senador eleito Flávio (PSL-RJ).
Apesar de defender que o sobrenome é o que pesa na apuração, ele passou a considerar que a questão pode vir a ser um problema do governo.
A revelação de que o gabinete do filho contratou parentes de um suspeito de liderar grupo de extermínio no Rio foi especialmente malvista na cúpula militar da ativa.
Dois futuros deputados do PSL, que pediram reserva, disseram temer que o caso cinda o apoio a Bolsonaro —daí a defesa já feita por militares para que Flávio renuncie, o que ele descarta.
E, rachado o núcleo duro do presidente, que cresça o apoio ao vice mais moderado e preparado, segundo esta leitura.
Por óbvio, essa especulação ainda é feita discretamente, mas o fato de existir dá a temperatura da tensão em curso.
Mourão também apostou em uma boa relação com a imprensa. Além de atender a pedidos de repórteres, ele os elogiou em rede social.
Bolsonaro, por sua vez, é avesso a jornalistas. E seus filhos invariavelmente chamam reportagens críticas de lixo, fake news ou coisa pior.
A cereja deste bolo simbólico foi colocada no seu último compromisso desta interinidade, na terça (29): recebeu Lauro Jardim, colunista do jornal O Globo, e Guilherme Amado, da revista Época.
Ambos são alvos contumazes dos filhos do presidente, que os destratam com frequência em redes sociais e os acusam de disseminar mentiras sobre o pai.
Após o encontro, o interino disse que apoiaria uma decisão de deixar Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso por corrupção e lavagem de dinheiro, ir ao velório do irmão. O ex-presidente é o maior antípoda de Bolsonaro.
É preciso ressalvar que Mourão não obteve todo o poder que queria na montagem do governo. Não coordena projetos e segue no Anexo 2 da Presidência, e não num gabinete ao lado do de Bolsonaro, como vendia no fim de 2018.
Além disso, apesar da retórica, ele cumpriu o roteiro combinado com Bolsonaro no encaminhamento de medidas. Nisso lembrou outro vice com opiniões fortes, José Alencar, que criticava políticas do chefe, Lula. Ao fim, Alencar não tinha poder efetivo.

Fonte: FOLHAPRESS

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Forte rajada de vento destrói cobertura de oficina na cidade de Cruzeta

Moradores da cidade de Cruzeta, distante a 40km de Caicó, foram surpreendidos com a força do vento na tarde dessa terça feira que chegou acompanhando a chuva e destruiu o telhado de uma oficina no bairro Novo Horizonte.
Moradores disseram ao blog Jair Sampaio que até o momento choveu apenas 19 milímetros mas que a força do vento chega a assustar. Ainda nessa tarde, 29, árvores foram arrancadas pelo tronco na zona rural daquele município.

Fonte: Pedro Henrique / Comunitária FM

DHPP cumpre mandado de prisão contra suspeito pelo latrocínio de policial civil aposentado na Grande Natal

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) divulgou nesta segunda-feira (28), que está preso Josivan da Silva Avelino Júnior, conhecido como “Chuck”, suspeito pelo latrocínio do policial civil aposentado José Honorato Filho, ocorrido no dia 17 de outubro de 2018, em Ceará Mirim.
A prisão de Josivan foi realizada por policiais do 9º Batalhão de Polícia Militar na quinta-feira (24), por ele ser foragido da cidade de Ceará Mirim. Após a prisão por parte da PM, a DHPP deu cumprimento ao mandado de prisão.
De acordo com as investigações da Divisão, os suspeitos chegaram à granja em que José Honorato morava sozinho, renderam o policial aposentado e levaram duas armas e o seu veículo, além de terem tentado arrombar um cofre da casa.

Fonte: Blog do BG

Mulher agride marido após ele flagrar fotos íntimas no celular dela em Boa Vista

Ocorrência foi registrada na Central de Flagrantes — Foto: Emily Costa/G1 RR
Um servente de obras, de 32 anos, denunciou nesse domingo (27) ter sido agredido pela própria mulher, uma autônoma, de 40, após encontrar fotos íntimas no celular dela. Segundo ele, nas imagens era possível ver companheira fazendo sexo oral em outro homem.
À Polícia Militar o homem disse que estava em casa, no bairro Tancredo Neves, zona Oeste de Boa Vista, quando resolveu pegar o celular da mulher para ver umas fotos de família, mas se surpreendeu ao ver imagens de teor sexual, pois percebeu que as fotografias não eram do casal.
Ao se aproximar dela, o servente de obras a segurou pelo braço e perguntou quem era o homem nas imagens. Ela reagiu com vários arranhões contra ele. O marido sofreu lesões no tórax, barriga e as costas.
Conforme a vítima das agressões, as fotos podem ter sido tiradas no sábado (26), pois a mulher estava com a mesma roupa no dia seguinte. O casal vive junto há oito anos e não tem filhos.
A PM foi acionada e, após a discussão, o casal foi levado à Central de Flagrantes. Na ocasião a mulher disse as fotos eram antigas.

Fonte: G1 – Roraima

Ex-tabelião é condenado por desvio de R$ 83,5 mil em cartório da Grande Natal

Cartório de Extremoz, na região metropolitana de Natal — Foto: Clayton Carvalho/Inter TV Cabugi
A Justiça condenou um ex-tabelião substituto do Cartório de Extremoz, na região metropolitana de Natal, por desvio de R$ 83.516,36 em taxas cartorárias e emolumentos (lucros). Segundo a decisão do juiz Diego Costa Pinto Dantas, da Vara Única de Extremoz, ficou comprovado que o réu Gustavo Eugênio Costa de Souza realizou desvios dos recursos entre agosto de 2017 e abril de 2018. A sentença é de 11 anos e 10 meses de prisão em regime fechado, pela prática de peculato e lavagem de capitais. Ele pode recorrer.
Na mesma sentença também foi condenada a namorada do ex-tabelião, com pena de oito anos e quatro meses de reclusão pelos mesmos crimes.
As condenações são consequência da Operação Senhorio, deflagrada em abril de 2018 pelo Ministério Público Estadual, para apurar, inicialmente, os crimes de falsidade ideológica, corrupção ativa e passiva, estelionato e lavagem de dinheiro pelos tabeliães titular e substitutos, bem como por um corretor do ramo imobiliário e empresário.
O tabelião foi preso em julho, em cumprimento de mandado pedido pelo Ministério Público, dentro das investigações.
O caso
Como consequência de um mandado de busca e apreensão cumprido contra o ex-tabelão, o MP apreendeu um aparelho celular e um computador. Com base em informações contidas neles, o MP descobriu o desvio durante as investigações.
De acordo com a denúncia, o homem aproveitou do cargo de tabelião substituto para negociar com usuários do serviço público, via WhatsApp, a confecção de certidões e escrituras públicas. Ao repassar os valores das taxas e emolumentos aos usuários dos serviços, o réu solicitava que a transferência ou depósito do dinheiro fosse realizado na conta bancária da sua namorada.
Ainda, segundo o MP, uma funcionária do cartório atuava como “braço direito” de Gustavo, sendo uma das principais responsáveis pela confecção das certidões e escrituras negociadas, bem como ajudando-o a encobrir o desvio das taxas e emolumentos para a conta bancária da namorada.
Entretanto a mulher foi absolvida pelo juiz Diego Dantas por falta de provas.
Decisão
Segundo o magistrado, não pairam "quaisquer dúvidas quanto à ocorrência do desvio e apropriação de recursos públicos (taxas cartorárias e emolumentos) pertencentes ao Cartório Único de Extremoz/RN e da ocultação destes valores mediante a utilização de conta bancária de terceiro não vinculado a referida serventia extrajudicial”.
O Ministério Público apontou 25 transações relativas a serviços cartorários entre o ex-tabelião e usuários, que somam R$ 83.513,36 e corresponde justamente ao dinheiro público não repassado ao Cartório de Extremoz.
“A autoria do crime de peculato (25 vezes) e lavagem de capitais apurados neste feito resultou satisfatoriamente comprovada e aponta os réus Gustavo Eugênio Costa de Souza e Lourdyanna Agostinho de Lima da Silva como autores das condutas criminosas em deslinde”, diz a sentença.

Fonte: G1/RN

Defesa Civil e Departamento de Geofísica da UFRN farão inspeção em barragens potiguares

Tela de acompanhamento panorâmico das estações que enviam dados e que o usuário pode escolher receber — Foto: Defesa Civil do RN
Tela para monitoramento de registros sismográficos. As estações em campo enviam os dados em tempo real para a Rede Sismográfica do Brasil e para a UFRN — Foto: Defesa Civil do RN
Sensores sismográficos, registradores digitais, antenas de GPS e baterias compõem kits utilizados em estações sismográficas — Foto: Defesa Civil do RN
Membros da Defesa Civil e do Departamento de Geofísica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte farão visitas de inspeção nas cinco barragens do estado que possuem danos estruturais considerados 'preocupantes'. Os problemas foram revelados em relatório divulgado ano passado pela Agência Nacional de Águas (ANA), e voltaram a causar preocupação nestes últimos dias em razão da catástrofe ocorrida com o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, MG.
Em contato com o G1, o professor Aderson Nascimento, Coordenador do Laboratório Sismológico da UFRN, explicou que as visitas ainda não têm data definida. “Primeiro vamos formalizar um contrato e essa parceria com a Defesa Civil. Neste momento é importante definirmos como faremos esse trabalho e quais serão as responsabilidades. Na sequência, vamos priorizar essas cinco barragens que são as mais preocupantes”, ressaltou.
Serão visitadas as barragens públicas de Passagem das Traíras (em São José do Seridó), Gargalheiras (Acari) e Calabouço (Passa e Fica), e as particulares Barbosa de Baixo (Caicó) e Riacho do Meio (Equador).
“Tudo deve acontecer ainda este ano. Estamos todos preocupados com a situação das barragens potiguares. E esta inspeção, feita em parceria com a UFRN e com o auxílio da tecnologia que o Departamento de Geofísica dispõe, vai ser fundamental para termos um retrato exato do problema e já com a solução”, acrescentou o bombeiro Dalchem Viana, que compõe a equipe da Defesa Civil.
Raio-X
Ainda de acordo com o professor, o objetivo mais amplo do projeto, em um segundo momento, é mapear todos os reservatórios ou outras construções no estado que possam oferecer algum risco de desastre.
“Temos tecnologia para isso”, afirmou Aderson. Como exemplo, o professor citou telas para monitoramento de registros sismográficos e acompanhamento panorâmico das estações sismológicas, uso de equipamentos para detecção de fissuras abaixo do solo e das estruturas (que não são vistas apenas com inspeções visuais), análise geológica fornecida pelo próprio departamento, além de utilização de sensores sismográficos, registradores digitais, antenas de GPS e baterias que compõem kits utilizados nas estações.
Danos Estruturais
A Relatório de Segurança das Barragens (RSB) da Agência Nacional de Águas (ANA) foi produzido em 2017 e divulgado em novembro de 2018. Além de indicar as barragens com danos estruturais, a ANA alertou para os valores de conserto das estruturas.
A barragem Passagem das Traíras, que fica em Jardim do Seridó, apresenta desagregação do concreto e descontinuidade no maciço rochoso na ombreira direita. O reservatório está operando com restrição limitando a cota de operação em 185m, de acordo com a Agência. O valor estimado para o conserto é de R$ 1.170.000.
O Açude Gargalheiras ou Marechal Dutra (nome oficial), em Acari, um dos mais populares do Rio Grande do Norte, tem fissuras ao longo da sua galeria e do maciço. Para a recuperação, o investimento necessário estimado pela Agência é de R$ 2.840.000.
Já a barragem Calabouço, esta na cidade de Passa e Fica, apresenta trincas ao longo do coroamento e não tem estrutura de descarga de fundo. O relatório apontou que a situação de manutenção é precária, contudo não estumou os custos para reparar os danos.
Com relação a Passagem de Traíras, A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) anunciou que fará uma visita ao local nesta terça-feira (29). O secretário João Maria Cavalcanti visitará as intalações junto com técnicos da pasta.

Fonte: G1/RN

Engenheiros que atestaram segurança da barragem de Brumadinho são presos em SP

O Ministério Público de São Paulo e a Polícia Civil do estado cumpriram na manhã desta terça-feira (29) dois mandados de prisão expedidos pela Justiça Estadual de Minas Gerais contra engenheiros que atestaram a segurança da barragem 1 da Mina do Feijão, em Brumadinho (MG), que se rompeu na última sexta-feira. Em Minas, foram cumpridos outros três mandados de prisão.
Na noite de segunda-feira (28), a Defesa Civil de Minas Gerais informou que há 65 mortos e 279 desaparecidos após a tragédia provocada pelo rompimento da barragem da mineradora Vale, na região metropolitana de Belo Horizonte. Nesta terça-feira, começa o quinto dia de buscas no local.
A prisão dos engenheiros em São Paulo ocorreu nos bairros de Moema e Vila Mariana, Zona Sul da cidade. As ordens são de prisão temporária, com validade de 30 dias, e foram expedidas pela Justiça no domingo.
As ações em São Paulo, parte de uma operação que também se desenvolve em Minas Gerais, são coordenadas por promotores do núcleo da capital do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP de São Paulo, e pelo Departamento de Capturas (Decade) da Polícia Civil paulista.
Suspeita de documentos fraudados
A Polícia Federal em São Paulo também participa da operação e cumpre, neste momento, dois mandados de busca e apreensão em empresas que prestaram serviços para a Vale. O nome das empresas ainda não foi divulgado.
Os investigadores do Ministério Público e da polícia apuram se documentos técnicos, feitos por empresas contratadas pela Vale e que atestavam a segurança da barragem que se rompeu, foram, de alguma maneira, fraudados.
Toda a operação é coordenada por policiais, promotores e procuradores de Minas Gerais. A força-tarefa envolve a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual e Federal e a Polícia Civil.

Fonte: G1

Ceará registra chuva em 62 cidades

Na última semana da pré-estação no Ceará, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou, chuvas em pelo menos 62 cidades das 184 cidades do Ceará entre 7h de domingo (27) até a manhã desta segunda-feira (28).
Conforme atualização dos dados, Barroquinha, no Litoral Norte, teve a maior chuva do período com 37,0 milímetros. A segunda maior chuva foi em Ibiapina, com 34 milímetros. A terceira em Martinópole com 31,0 milímetros. Foram registradas precipitações nas cidades do Crato (27,2 milímetros); Porteiras (27,0 milímetros) e Limoeiro do Norte (25,0 milímetros).

Fonte: Jair Sampaio

Vale anuncia doação de R$ 100 mil a cada família de vítimas

A Vale vai doar R$ 100 mil para cada família que teve um parente morto na tragédia gerada com o rompimento da barragem da mineradora em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte. As doações serão repassadas a partir de amanhã (29). Segundo a empresa, trata-se de doação, e não de indenização.
No local, será colocada uma cortina de contenção no Rio Paraopeba para evitar que a lama se espalhe e afete o abastecimento de água na cidade de Pará de Minas.
O diretor executivo de Finanças e Relações com Investidores da Vale, Luciano Siani, disse que está assegurado o repasse da compensação financeira para o município de Brumadinho. “A Vale vai compensar o município como se a operação estivesse correndo” , ressaltou.
Paralelamente, foram contratados psicólogos e assistentes sociais do Hospital Albert Einstein para assistência às vítimas do acidente na região.
Questionado sobre a queda de 24% das ações da Vale na Bolsa de São Paulo, Siani disse que o foco das preocupações é outro. “O foco é na mitigação do sofrimento.”
O diretor da Vale afirmou ainda que não tmr competência para avaliar as sugestões de mudança no comando da Vale. Segundo Siani, o tema “compete ao Conselho de Administração”.
“Todos esses assuntos são de menor importância, todo o foco está nas pessoas e no meio ambiente. A família Vale está dilacerada e está sofrendo”, disse Siani. Com informações da Agência Brasil.

Fonte: Jair Sampaio

Justiça determina bloqueio de bens de desembargadores condenados por desvios de recursos do TJRN

A Justiça decretou a indisponibilidade de bens dos ex-desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado (TJRN) Osvaldo Cruz e Rafael Godeiro. Ambos são acusados de envolvimento em esquema que desviou R$ 14 milhões do setor de precatórios do TJRN e ficou conhecido após a deflagração da operação Judas, em janeiro de 2012. A fraude ocorreu quando os réus eram presidentes do Tribunal de Justiça do RN, segundo investigações feitas pelo MPRN.
Na decisão, o juízo da 3ª Vara da Fazenda Pública do Natal, bloqueou os bens dos dois ex-desembargadores que foram condenados a prisão em julho de 2018. "A princípio, ressalto que a indisponibilidade de bens na ação de improbidade administrativa, prevista no artigo 7º da Lei n. 8.429/92, objetiva primordialmente garantir a futura reparação patrimonial ao ente público lesado", escreveu o magistrado.
Osvaldo Cruz foi condenado em julho de 2018 por peculato e lavagem de dinheiro, com pena de 15 anos de prisão em regime fechado e 550 dias-multa. O desembargador aposentado Rafael Godeiro foi condenado a 7 anos e meio de prisão. Cada um deve devolver R$ 3 milhões aos cofres públicos. Ambos recorrem em liberdade.
Peculato é o crime praticado por servidor público ao se apropriar de dinheiro ou bens, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio. Já o crime de lavagem de dinheiro se caracteriza por um conjunto de operações comerciais ou financeiras que buscam ocultar ou dissimular a origem ilícita de recursos.
Além deles, foram condenados em 2012, por sentença da 7ª vara Criminal da capital, a ex-diretora da Divisão de Precatórios do TJRN Carla de Paiva Ubarana Araújo Leal (9 anos e 4 meses em regime fechado), e seu marido, George Luiz de Araújo Leal Costa (6 anos e 4 meses em regime semiaberto).
Operação Judas
Uma investigação do Ministério Público Estadual deu origem à Operação Judas, que apontou um esquema de desvios de recursos do setor de precatório do Tribunal de Justiça, iniciado em 2007, quando Osvaldo Cruz era presidente do Tribunal. O esquema foi desbaratado em 2012, com as prisões da ex-chefe da Divisão de Precatórios do TJRN, Carla de Paiva Ubarana Araújo Leal, e do marido dela, George Leal. Ambos foram presos em fevereiro de 2012, em Recife.
Após acordo de delação premiada, Carla e George assumiram a autoria dos crimes e citaram que tudo ocorria sob o consentimento dos ex-presidentes do TJRN, os desembargadores Osvaldo Cruz e Rafael Godeiro. Em 2013, ambos foram afastados da Corte potiguar pelo Conselho Nacional de Justiça e aposentados compulsoriamente.
Também em 2013, o casal foi condenado por fraudes na divisão de Precatórios do TJRN. Segundo a denúncia do Ministério Público, Carla encabeçava o esquema que desviou R$ 14.195.702,82 do TJ. Ubarana foi condenada inicialmente a 10 anos, 4 meses e 13 dias, mais 386 dias-multa em regime fechado. George Leal pegou pena de 6 anos, 4 meses e 20 dias, mais 222 dias-multa em regime semiaberto. Os dois foram condenados por peculato. O casal devolveu R$ 6 milhões em bens à Justiça.

Fonte: G1/RN