quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

HOMEM ESFAQUEADO EM SÃO VICENTE VEM A ÓBITO NO HOSPITAL REGIONAL DE CURRAIS NOVOS

 
NA MANHÃ DESSA QUARTA-FEIRA (28/02) UM HOMEM IDENTIFICADO COMO JOSÉ NILTON SALES DE 27 ANOS VULGO "PORCÃO" (FOTO), RESIDENTE NA RUA MARIA ETELVINA, CENTRO DE SÃO VICENTE/RN, FOI ATINGIDO POR CUTILADAS DE FACA PEIXEIRA DESFERIDAS POR UM ADOLESCENTE INFRATOR QUE FUGIU EM SEGUIDA.
A VÍTIMA RECEBEU ATENDIMENTO MÉDICO NA UNIDADE DE SAÚDE DE SÃO VICENTE E FOI TRANSFERIDO AS PRESSAS PARA O HOSPITAL REGIONAL DE CURRAIS NOVOS, PORÉM MESMO PASSANDO POR PROCEDIMENTO CIRÚRGICO, ELE NÃO RESISTIU E VEIO A ÓBITO.
O CORPO SE ENCONTRA NO HOSPITAL AGUARDANDO A CHEGADA DO ITEP.
A POLÍCIA MILITAR AGIU RÁPIDA E JÁ APREENDEU O ADOLESCENTE INFRATOR QUE FOI ENCAMINHADO PARA CIDADE DE JUCURUTU ONDE FICOU APREENDIDO A DISPOSIÇÃO DA JUSTIÇA.
PARABÉNS AOS GUERREIROS DAQUELE DESTACAMENTO PELA AGILIDADE QUE CONDUZIRAM A OCORRÊNCIA.

Fonte: 3ª CIPM de Currais Novos

Em Brasília, Nelter Queiroz encampa luta por mais autonomia da atividade pesqueira no Brasil

Cumprindo agenda em Brasília/DF, nesta quarta-feira (28), o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) esteve ao lado do titular da Secretaria Nacional da Pesca (SNP), Dayvisson Franklin e do coordenador-geral de planejamento e ordenamento da aquicultura, Lício Luan, durante audiência com o senador Garibaldi Alves Filho (MDB) que tratou sobre melhores condições e autonomia dada à atividade pesqueira pelo Governo Federal.
“Pertencente ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, a SNP através da Medida Provisória (MP) 782/2017 – aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Michel Temer (MDB) – passou ao status de Secretaria Especial dentro dos quadros do Ministério da Casa Civil, dando mais força e autonomia à pasta”, disse Nelter.
Ainda segundo o deputado, o pleito defendido pelos membros da Secretaria Nacional da Pesca é que os integrantes da base do governo Temer articulem junto ao ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, para que o Governo Federal publique decreto no Diário Oficial da União (DOU) efetivando as mudanças trazidas pela MP 782/2017.
“Sem a publicação deste decreto no DOU a Secretaria Nacional da Pesca fica fora dos quadros de ambos os Ministérios [Indústria, Comércio Exterior e Serviços, e Casa Civil], fato esse que prejudica o desenvolvimento da atividade pesqueira Brasil a fora, que também é um dos pilares da economia norte-rio-grandense”, destacou Queiroz.

Juiz condena membros de facção que combinavam assaltos em Natal pelo Whatsap

 
Curraisnovense Iranilson dos Santos Silva vulgo Cicinho com Fotos: Arquivo do blog PM Currais Novos
O juiz Marcus Vinícius Pereira Júnior, da 1ª Vara da Comarca de Currais Novos, condenou quatro integrantes de uma facção criminosa atuante no Rio Grande do Norte que organizavam assaltos por meio de um grupo de Whatsapp. O grupo, ainda segundo o magistrado, era mantido especialmente para tal propósito. As penas, que variam de 14 a 16 anos de prisão, foram impostas em razão de um roubo ocorrido em 2017 no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal.
A assessoria de comunicação do TJRN divulgou que os quatro condenados são integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC). Um deles, Iranilson dos Santos Silva, o ‘Cicinho’, foi apontado como um dos chefes da facção. Ele também é considerado de alta periculosidade.
Penalidades
Iranilson dos Santos Silva: condenado a 16 anos e três meses de reclusão e 195 dias-multa
Jefferson Rodrigo do Nascimento: condenado a 15 anos, um mês e quinze dias de reclusão e 181,5 dias-multa
Francisco Jadson Silva de Brito: 14 anos de reclusão e 168 dias-multa
Rosivânia da Silva Nascimento: 14 anos de reclusão e 168 dias-multa
As penas são pelos crimes de roubo com uso de violência ou ameaça exercida com emprego de arma e em concurso de duas ou mais pessoas, além do crime de associação criminosa com utilização de arma e participação de criança ou adolescente, já que uma quinta pessoa, também integrante da quadrilha, tem 17 anos.

Fonte: G1/RN

Ex-presidiário sofre disparo de arma de fogo em Currais Novos

NA MANHÃ DESSA QUARTA-FEIRA (28/02) POPULARES ACIONARAM O COPOM VIA 190 RELATANDO QUE CERCA DE 05 DISPAROS DE ARMA DE FOGO TINHAM SIDO EFETUADOS NA RUA GERALDO RAPADURA, BAIRRO SILVIO BEZERRA DE MELO, RAPIDAMENTE DUAS VIATURAS FORAM DESLOCADAS PARA O LOCAL E DESCOBRIU-SE QUE O VELHO CONHECIDO DA POLÍCIA JOSÉ AUGUSTO GONÇALVES DE LIMA GALVÃO TINHA SIDO ALVEJADO E SOCORRIDO POR POPULARES. UMA GUARNIÇÃO FICOU NO PATRULHAMENTO DA ÁREA E A OUTRA SE DESLOCOU AO HOSPITAL REGIONAL PARA CONVERSAR COM A VÍTIMA QUE FOI ATINGIDA NO BRAÇO. ELE DISSE QUE NÃO VIU OS ATIRADORES APENAS VISUALIZOU DOIS REVÓLVERES POR CIMA DO MURO.
AUGUSTO TEM VÁRIAS PASSAGENS PELA POLÍCIA, INCLUSIVE PARTICIPOU DE UM ASSALTO SEGUIDO DE ESTUPRO, NA CIDADE DE SÃO VICENTE E SAIU DA CADEIA ESSA SEMANA.
ESSE É O TERCEIRO OU QUARTO ATENTADO QUE ELE SOFRE.
A POLÍCIA ACREDITA QUE A TENTATIVA DE HOMICÍDIO TENHA LIGAÇÃO COM O MUNDO DEVASTADOR DAS DROGAS.

Fonte: 3ª CIPM Currais Novos

Assaltantes explodem carro-forte em rodovia estadual na Paraíba

Um carro-forte foi explodido na manhã desta quarta-feira (28) por um grupo de assaltantes na rodovia estadual PB-221, entre as cidades de Santa Luzia e São José do Sabugi, cidades da região metropolitana de Patos, no Sertão. Segundo informações da Polícia Militar, pelo menos dois veículos interceptaram o carro-forte.
Após conseguirem parar o carro que fazia o transporte do dinheiro, os assaltantes renderam o motorista da empresa da segurança e instalaram os explosivos. Antes que o carro-forte explodisse, o criminosos liberaram o motorista feito refém.
Com a explosão, muito dinheiro ficou espalhado pela pista. Os assaltantes fugiram do local levando uma quantia em dinheiro não informada pela Polícia Militar. Equipes da Polícia Militar foram deslocadas para área e realizaram buscas, mas até as 11h30, nenhum suspeito de envolvimento com o ataque ao carro-forte tinha sido preso.

Fonte: Jair Sampaio

'A vida do meu pai custou dois celulares', diz filha de motorista morto ao tentar fugir de assalto em Natal

"A vida do meu pai custou dois celulares, um trocado que ele tinha na carteira e uma caixa de ferramentas", disse na manhã desta quarta-feira (28) a costureira Raquel do Nascimento. Ela é filha do motorista Antônio Pereira do Nascimento, de 52 anos, que morreu no hospital após ter sido baleado na madrugada de terça-feira (27). Ele tentou escapar de um assalto na esquina de casa, em Natal.
A família tinha esperança na recuperação de Antônio. Socorrido ao Hospital Santa Catarina, ele passou por cirurgia e, ainda nesta terça, conversou com familiares. Reclamou de dores na barriga, onde foi atingido pela bala, e de calor na unidade de saúde. "A gente estava muito esperançosa", conta a filha. Ele faleceu por volta das 5h30 desta quarta.
O crime aconteceu bem perto da casa dele, na Nossa Senhora da Apresentação. Motorista de carreta, Antônio saia de casa para o trabalho em sua motocicleta, quando percebeu um assalto na esquina da rua. Ele tentou fugir, mas os criminosos atiraram e atingiram a barriga dele. Ainda segundo a família, mesmo ferido pela bala, ele foi espancado.
A história traz revolta à filha. "Meu pai era um ótimo pai, avô, marido, uma pessoa de bem, trabalhadora. Dói muito, dói muito, Quem fez isso com ele não queira sentir o que a gente está sentindo. Não desejo isso pra ninguém, nem pra ele, que tirou a vida do meu pai. Eu estou muito indignada, mas tenho fé que vai ter justiça", declarou Raquel.
Antônio era casado e deixou três filhas. A saudade é uma dor difícil de ser superada. "Vou sentir falta do sorriso dele, de eu chegar na casa dele e ele está sentado na cadeia de balanço, esperando a gente, do cheirinho no olho da minha filha, que ele dava", disse a filha.
Ela cobrou ação da Justiça e das forças de segurança do estado. "A gente está sem acreditar em mais ninguém", concluiu.
O velório de Antonio acontece nesta quarta-feira (28) no Centro de Velórios Potengi, na Zona Norte, e o sepultamento deve acontecer até nesta quinta-feira (29).
Nenhum suspeito do crime foi preso. 


Fonte: G1 RN

Delegado Segovia é demitido do comando da Polícia Federal após menos de 4 meses

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, decidiu nesta terça-feira (27) trocar o comando da Polícia Federal e demitir o atual diretor-geral da corporação, Fernando Segovia.
Para o lugar de Segovia, que permaneceu por pouco mais de 3 meses no cargo, Jungmann indicou o atual secretário nacional de Segurança Pública, Rogério Galloro.
A demissão foi sacramentada durante reunião no Ministério da Justiça na tarde desta terça, poucas horas após a posse de Jungmann, a quem a PF passou a ficar subordinada.
Estavam presentes ao encontro, além de Jungmann, o ministro da Justiça, Torquato Jardim e Fernando Segovia. Após demitir Segovia, o ministo da Segurança Pública convidou Galloro para o cargo, que aceitou.

Fonte: Jair Sampaio

MP, Secretaria de Tributação e Receita Federal realizam operação em combate à sonegação fiscal no RN

Operação reuniu representantes do MP, Secretaria de Tributação e Receita Federal (Foto: MP/Divulgação)
O Ministério Público do Rio Grande do Norte, juntamente com a Secretaria Estadual de Tributação (SET), a Polícia Militar e a Receita Federal, deflagraram nesta terça-feira (27) uma operação denominada Decanter. A ação é fruto de um trabalho investigativo que durou 2 anos e apurou indícios de sonegação de tributos, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. No total, o prejuízo aos cofres públicos pode chegar a R$ 60 milhões.
A operação cumpre 26 mandados de busca e apreensão em seis municípios potiguares: Natal, Parnamirim, Currais Novos, São José de Mipibu, São Vicente e Lagoa de Pedras. Ao todo, participam da ação 22 promotores de Justiça, 50 servidores do MPRN, 40 auditores da SET, 95 policiais militares e 11 auditores da Receita Federal.
As investigações ainda correm em segredo de Justiça.

Fonte: G1/RN

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

FEIRINHA VOLTA A SER PRESO EM LAGOA NOVA ACUSADO DE FURTO

 
POR VOLTA DAS 03h30min DA MADRUGADA DESSA TERÇA-FEIRA, (27/02), POLICIAIS MILITARES FORAM ACIONADOS PARA ATENDER UMA OCORRÊNCIA ONDE UM INDIVIDUO ESTAVA NO INTERIOR DE UM DEPÓSITO DE GÁS DE COZINHA LOCALIZADO NA AVENIDA Dr. SILVIO BEZERRA DE MELO CENTRO DE LAGOA NOVA.
A GUARNIÇÃO SE DESLOCOU AO LOCAL E FLAGROU O VELHO CONHECIDO DA POLÍCIA FRANCISCO EDUARDO MATOS, 29 ANOS DE IDADE, MAIS CONHECIDO COMO "FEIRINHA" SAINDO DO DEPÓSITO COM UM VASILHAME FURTADO.
FEIRINHA TEM VÁRIAS PASSAGENS PELA POLÍCIA SEMPRE PELA PRÁTICA DE FURTOS, O MESMO FOI ENCAMINHADO À CAICÓ ONDE FOI APRESENTADO AO DELEGADO DE PLANTÃO.
O PROPRIETÁRIO DO DEPÓSITO FOI COMUNICADO E TAMBÉM TEVE QUE IR A CAICÓ COMO VÍTIMA.

Fonte: J. Júnior

Em busca de carro roubado, PM apreende 30kg de maconha dentro de residência em Parnamirim, RN

Policiais militares do 3º Batalhão aprenderam na manhã desta terça-feira (27) cerca de 30 quilos de maconha dentro de uma residência no bairro Santa Tereza, na cidade de Parnamirim, na Grande Natal. O achado aconteceu ao acaso, já que os policiais estavam procurando por um carro roubado. Uma mulher de 20 anos foi presa.
Além da droga e do veículo, que foi recuperado, os policiais ainda apreenderam balanças de precisão e uma prensa mecânica. O carro e todo o material foram levados para a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim.
A mulher detida vai responder por receptação do veículo roubado e tráfico de drogas.

Fonte: G1/RN
 

Cueca foi encontrado morto em Carnaúba dos Dantas

 
Por volta das 15 horas dessa terça-feira (27/02) a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de encontro de cadáver no sitio Tanquinho, município de Carnaúba dos Dantas, chegando ao local foi encontrado o corpo do apenado ODAIR JOSÉ DE ALMEIDA DANTAS, VULGO "CUECA" que estava foragido do CDP de Parelhas desde o dia 21 de Dezembro passado quando fugiu junto com "NEGO ALYSSON" (de Parelhas) daquela unidade prisional.
O motivo da morte será esclarecido após necropsia.
A guarnição fez o isolamento da área até a chegada do ITEP e da Polícia Civil.
Cueca era considerado o terror da zona rural dos municípios de Picui-PB, Carnaúba dos Dantas e Parelhas, acusado de várias práticas delituosas nesses municípios.

Fonte: J. Júnior

Confirmado Lucas Veloso em Currais Novos, imperdível

 
CONFIRMADO❗Currais Novos vai receber o melhor show de humor do Brasil🇧🇷 Humorista e ator Global @LucasVeloso numa noite p dar boas gargalhadas. Quinta, 1º março, no Aero Clube 😁
➡ INGRESSOS
📍Casa do Pão Seridó
📍Farmácia Santa Amélia
📍Online For Men
✅ ESTUDANTE: R$ 20,00
✅ CASADINHA: R$ 60,00 (02 ingressos)
☎INFORMAÇÕES: 99962-5232 | 99917-0723

VÍTIMA DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM CURRAIS NOVOS DIZ QUE NÃO FAZ PARTE DE FACÇÃO CRIMINOSA

NOSSO BLOG FOI PROCURADO PELA PESSOA DE KLEBERSON MEDEIROS DE ARAÚJO, 29 ANOS, VULGO "BRANQUINHO" QUE NO DIA 28/12/17 FOI ATINGIDO POR TRÊS DISPAROS DE ARMA DE FOGO DURANTE UM ATENTADO REALIZADO NA RUA CHIQUINHA RODRIGUES, PRÓXIMO AO PARQUE DE VAQUEJADA EM CURRAIS NOVOS.
NA OCASIÃO DIVULGAMOS QUE BRANQUINHO ERA SUSPEITO DE INTEGRAR UMA FACÇÃO CRIMINOSA, PORÉM HOJE (23/02) REITERAMOS QUE ELE NÃO INTEGRA NENHUMA FACÇÃO, INCLUSIVE ESTÁ TRABALHANDO COM CARTEIRA ASSINADA HÁ CERCA DE 08 ANOS. SEGUNDO ELE A MOTIVAÇÃO PARA O ATENTADO SERIA DESAVENÇAS ANTIGAS QUE ESTÃO SENDO INVESTIGADAS.
BRANQUINHO PASSOU POR VÁRIAS CIRURGIAS E AINDA SE RECUPERA DOS FERIMENTOS.

Fonte: 3ª CIPM de Currais Novos

Mulher é chicoteada e espancada pelo companheiro por causa de um porco

Uma mulher de 37 anos, identificada como Ana Maria de Góis foi chicoteada e espancada pelo companheiro, após uma discussão motivada por um porco. O caso aconteceu na tarde desta segunda-feira (26), no distrito de Paracatí, no município de Touros, litoral Norte do Estado. O agressor foi preso e confessou o crime.
De acordo com a própria vítima o companheiro não aceitou o fato de devolver um porco que pertencia a ela e tinha fugido para o chiqueiro dele. "Eu fui pegar o porco na casa da mãe do meu marido e quando cheguei ele me deu um soco e depois pegou um chicote me deixando assim toda ferida. Como se não bastasse ainda tive meu nariz quebrado", relatou.
O autor da agressão foi preso por policiais militares da cidade e teve o nome divulgado, Lenadro Mendes do Nascimento, de 26 anos confessou o crime argumentando que a mulher tentou agredí-lo. O delegado Aldo Lopes da plantão zona Norte arbitrou fiança de três mil reais, como não possuía dinheiro Lenadro permaneceu preso. Ana foi levada para uma unidade hospitalar e continua sob cuidados médicos.

Fonte: Portal BO

Motorista é morto e passageiro baleado durante assalto na BR 101 Norte

Um motorista que trabalha no aplicativo UBER foi morto com um tiro na cabeça e um passageiro baleado no braço, durante um assalto, na madrugada desta terça-feira (27), na BR 101 Norte. As vítimas tinham saído do aeroporto de São Gonçalo do Amarante e se dirigiam a cidade de São Miguel do Gostoso quando aconteceu o crime.
De acordo com o delegado Marcos Vinícius, da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa o fato ocorreu por volta das 3h. "Pelo que conseguimos levantar o motorista foi perseguido, tentou escapar dos criminosos, mas acabou baleado na cabeça, morrendo logo em seguida. O passageito também ferido teve que ser socorrido", disse.
O delegado ainda relatou que depois que o carro onde estavam as vitimas parou os criminosos recolheram todos os pertences e fugiram em seguida. O motorista foi identificado como Breno Felipe Barbosa, de 25 anos. Mesmo após diligências realizadas pela PM nenhum suspeito foi preso.

Fonte: Portal BO

Assassinos de Gegê do Mangue e Paca estiveram no RN para reabastecer helicóptero e queimar provas do crime

Material foi apreendido pela polícia do RN em local onde pousou helicóptero dos assassinos dos integrantes do PCC (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)
Material foi apreendido pela polícia do RN em local onde pousou helicóptero dos assassinos dos integrantes do PCC (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)
Os responsáveis pela morte de Rogerio Geremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, Paca, estiveram no Rio Grande do Norte para reabastecer o helicóptero usado no crime e eliminar provas. De acordo com a Polícia Civil, eles estiveram na cidade de Santo Antônio, a 75 quilômetros de Natal, no mesmo dia em que os dois foram encontrados mortos, em 16 de fevereiro passado.
Gegê e Paca foram torturados e assassinados em uma reserva indígena no estado do Ceará. Os dois eram apontados pelo Ministério Público como membros do Primeiro Comando da Capital (PCC). Gegê do Mangue seria o segundo na escala hierárquica da facção criminosa.
O delegado Lenivaldo Pimentel, que comanda a Delegacia de Polícia Civil do Interior (DPCIN), disse que o helicóptero foi avistado por uma pessoa que estava próxima ao local, na zona rural do município de Santo Antônio, no momento do pouso.
No dia seguinte, a Polícia Militar foi acionada e enviou uma equipe até a área onde a aeronave foi vista. Os policiais encontraram fotos queimadas, um RG rasgado, além de relógios e cartões de crédito. O documento de identidade tinha a foto de Gegê do Mangue com o nome falso que ele usava no Ceará, para não ser descoberto.
“Diante das evidências, ficou conjecturado que a aeronave saiu do estado do Ceará, pousou aqui cerca de 20 ou 30 minutos, na cidade de Santo Antônio, e em seguida decolou, seguindo viagem”, acrescenta o delegado.
Ainda segundo Lenivaldo Pimentel, os criminosos atearam fogo nos documentos e objetos e, antes de fugir, reabasteceram a aeronave. A Polícia Civil do Ceará foi comunicada do fato e vai receber as provas coletadas no Rio Grande do Norte.
Assassinados no Ceará
Gegê do Mangue e Paca foram encontrados mortos no dia 16 de fevereiro em uma reserva indígena no município de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, Ceará, com marcas de tiros e de facadas no rosto. Rogerio Geremias de Simone, o Gegê do Mangue, é o segundo homem da facção criminosa.
Os olhos estavam perfurados por facas, o que entre os criminosos significa uma maneira de punir quem pega o que não é dele. Um helicóptero foi usado para levar os dois até o local onde seriam mortos.
Investigações apontam que os dois estavam instalados na Bolívia, controlando para o PCC a entrada e a saída de drogas no Brasil.
Traição
Um bilhete achado na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, reforça a suspeita investigada pelo Ministério Público de que eles foram mortos pelo próprio Primeiro Comando da Capital, porque supostamente desviaram dinheiro da facção criminosa.
Tráfico de drogas, de armas e assaltos são algumas das modalidades criminosas de onde o PCC tira seus recursos financeiros, que podem ter sido furtados por Gegê e Paca, segundo apura o MP.
Além disso, Gegê do Mangue teria determinado a morte de um ex-integrante da facção próximo a Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, chefe do PCC. O duplo assassinato pode também ter sido uma vingança a essa ordem. Marcola está preso Penitenciária Presidente Venceslau.
Na quinta-feira passada, dia 23, Wagner Ferreira da Silva, membro da facção criminosa conhecido como Cabelo Duro, foi morto a tiros de fuzil em São Paulo. A Justiça do Ceará já havia decretado a prisão dele antes do homicídio. A suspeita é que Cabelo Duro tenha participação no assassinato de Gegê do Mangue e Paca.
A TV Verdes Mares apurou que outras 10 pessoas tiveram prisão decretada pela Justiça do Ceará por envolvimento no duplo homicídio. 

Fonte: G1 RN
 

Zona rural de Serra Negra registrou chuva de 130 mm

 
A chuva que banhou Caicó na noite desta segunda-feira (26), chegaram também a zona rural do município de Serra Negra do Norte, sendo a maior precipitação no sítio Pitombeira onde choveu 130 mm.

Fonte: Robson Pires

Bandidos atiram e ateam fogo em residência em Caraúbas, um homem foi baleado e outro queimado

 
Pelo menos dois homens armados invadiram uma residência na manhã desta segunda-feira 25, no Bairro Leandro Bezerra, em Caraúbas, no Oeste do RN e alvejaram um homem à bala, atearam fogo em residência e outro ficou com várias queimaduras pelo corpo.
As vitimas foram identificadas como, Francisco Joanasson Alves, de 29 anos, e Kaio Albenis Fernandes, de 34 anos, que estava em uma residência na Rua José Anderson Gomes, no São Paulo do Alípio, quando os indivíduos chegaram invadiram a residência efetuaram aproximadamente quatro tiros e atearam fogo em um dos quartos que as vítimas se encontravam.
Kaio Albenis conseguiu sair da residência e pedir socorro em outra rua. Os dois foram socorridos para o Hospital Regional Dr. Aguinaldo Pereira da Silva, Kaio Albenis, com 40% do corpo queimado e Francisco Joanasson com uma bala a alojada no braço e o corpo também com queimadura foram transferidos para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró.
Na mesma residência, dia 09 de abril 2017, o ex presidiário identificado como Daniel Cleberton da Silva, de 32 anos, conhecido como “Pinto”, foi morto a tiros na porta da residência.
A polícia militar esteve no local e colheu informações sobre as características dos acusados que tomaram rumo ignorado. O caso será investigado pela Polícia Civil de Caraúbas.

Fonte: Icem Caraúbas

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Chefe de facção criminosa morre ao trocar tiros com o BPChoque na Grande Natal, diz PM

Um homem morreu na tarde desta segunda-feira (26) após trocar tiros com policiais do Batalhão de Choque da PM (BPChoque) em São Gonçalo do Amarante, cidade da Grande Natal. Wanderson Wagner do Nascimento Rolemberg, o ‘Marrom da África’, era considerado um dos principais chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Rio Grande do Norte, segundo a assessoria de comunicação da Polícia Militar.
Ainda de acordo com a PM, o confronto aconteceu durante um patrulhamento de rotina nas imediações do condomínio residencial Plaza Garden. “Marrom ainda foi socorrido, mas não resistiu ao ferimento e morreu a caminho do hospital”, afirmou o tenente-coronel Eduardo Franco.
Os policiais ainda apreenderam uma pistola 9 milímetros de fabricação turca, que estava em poder de Marrom. “Este tipo de arma é exclusivo do Exército”, acrescentou Franco.
Mortes em presídio Na madrugada desta segunda (26), corpos de dois presos encontrados mortos e enforcados foram retirados de dentro do Complexo Penal Alcaçuz/Rogério Coutinho Madruga, em Nísia Floresta. Delegado da cidade, Eloy Xavier, acredita que os detentos foram assassinados porque haviam deixado o PCC para fundar uma nova facção: a Legião do Norte.
Ainda de acordo com o delegado, por enquanto não é possível dizer se a Legião do Norte é alguma ramificação ou se possui aliança com a facção Família do Norte, que surgiu nos presídios do Amazonas.
A Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc), por sua vez, disse que “não reconhece facções”, e que “todos os internos de suas unidades são apenas presos sob a tutela do Estado”.

Fonte: Jair Sampaio

Aeronave usada para matar lideres do PCC no CE fez pouso no RN, segundo a polícia

Os responsáveis pela morte de Rogerio Geremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, Paca, estiveram no Rio Grande do Norte para reabastecer o helicóptero usado no crime e eliminar provas.
De acordo com a Polícia Civil, eles estiveram na cidade de Santo Antônio, a 75 quilômetros de Natal, no mesmo dia em que os dois foram encontrados mortos, em 16 de fevereiro passado.
Gegê e Paca foram torturados e assassinados em uma reserva indígena no estado do Ceará. Os dois eram apontados pelo Ministério Público como membros do Primeiro Comando da Capital (PCC). Gegê do Mangue seria o segundo na escala hierárquica da facção criminosa.
O delegado Lenivaldo Pimentel, que comanda a Delegacia de Polícia Civil do Interior (DPCIN), disse que o helicóptero foi avistado por uma pessoa que estava próxima ao local, na zona rural do município de Santo Antônio, no momento do pouso.
No dia seguinte, a Polícia Militar foi acionada e enviou uma equipe até a área onde a aeronave foi vista. Os policiais encontraram fotos queimadas, um RG rasgado, além de relógios e cartões de crédito. O documento de identidade tinha a foto de Gegê do Mangue com o nome falso que ele usava no Ceará, para não ser descoberto.
“Diante das evidências, ficou conjecturado que a aeronave saiu do estado do Ceará, pousou aqui cerca de 20 ou 30 minutos, na cidade de Santo Antônio, e em seguida decolou, seguindo viagem”, acrescenta o delegado.
Ainda segundo Lenivaldo Pimentel, os criminosos atearam fogo nos documentos e objetos e, antes de fugir, reabasteceram a aeronave. A Polícia Civil do Ceará foi comunicada do fato e vai receber as provas coletadas no Rio Grande do Norte.
Assassinados no Ceará
Gegê do Mangue e Paca foram encontrados mortos no dia 16 de fevereiro em uma reserva indígena no município de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, Ceará, com marcas de tiros e de facadas no rosto. Rogerio Geremias de Simone, o Gegê do Mangue, é o segundo homem da facção criminosa.
Os olhos estavam perfurados por facas, o que entre os criminosos significa uma maneira de punir quem pega o que não é dele. Um helicóptero foi usado para levar os dois até o local onde seriam mortos.
Investigações apontam que os dois estavam instalados na Bolívia, controlando para o PCC a entrada e a saída de drogas no Brasil.
Traição
Um bilhete achado na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, reforça a suspeita investigada pelo Ministério Público de que eles foram mortos pelo próprio Primeiro Comando da Capital, porque supostamente desviaram dinheiro da facção criminosa.
Tráfico de drogas, de armas e assaltos são algumas das modalidades criminosas de onde o PCC tira seus recursos financeiros, que podem ter sido furtados por Gegê e Paca, segundo apura o MP.
Além disso, Gegê do Mangue teria determinado a morte de um ex-integrante da facção próximo a Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, chefe do PCC. O duplo assassinato pode também ter sido uma vingança a essa ordem. Marcola está preso Penitenciária Presidente Venceslau.
Na quinta-feira passada, dia 23, Wagner Ferreira da Silva, membro da facção criminosa conhecido como Cabelo Duro, foi morto a tiros de fuzil em São Paulo. A Justiça do Ceará já havia decretado a prisão dele antes do homicídio. A suspeita é que Cabelo Duro tenha participação no assassinato de Gegê do Mangue e Paca.
A TV Verdes Mares apurou que outras 10 pessoas tiveram prisão decretada pela Justiça do Ceará por envolvimento no duplo homicídio.

Fonte: Jair Sampaio

BAR DO COQUEIRO

Em nova administração o bar do coqueiro no sitio cachoeira esta em funcionamento com diversos tira gosto e um estoque variado de bebidas seja nosso cliente e venha nos visitar Organização: Bazilio e filhos e na cozinho Novo fazendo aquela culinária nordestina. 

CURRAIS NOVOS: PRODUTOR RURAL MORRE NA COMUNIDADE TRANGOLA

 
POR VOLTA DAS 19 HORAS DE HOJE (26/02) POPULARES ACIONARAM O COPOM VIA 190 RELATANDO QUE UM HOMEM TERIA SOFRIDO UM MAL SÚBITO E TERIA FALECIDO NA COMUNIDADE TRANGOLA, MUNICÍPIO DE CURRAIS NOVOS. RAPIDAMENTE UMA VIATURA DA POLÍCIA MILITAR E OUTRA DO SAMU FORAM DESLOCADAS AO LOCAL E PARA TRISTEZA DE TODOS JÁ ESTAVA SEM VIDA O AGRICULTOR FRANCISCO DE ASSIS POPULARMENTE CHAMADO DE "BULUCA".
BULUCA É MUITO CONHECIDO NA REGIÃO E TRABALHAVA COM A VENDA DE LEITE E FRANGO. TODOS OS DIAS ELE VINHA A CURRAIS NOVOS, INCLUSIVE NA MANHÃ DE HOJE ELE FEZ TODAS AS ENTREGAS SEMPRE COM UM SORRISO ABERTO E UMA GENTILEZA ÚNICA, QUE ERA SUA CARACTERÍSTICA.
AOS FAMILIARES E AMIGOS NOSSAS SINCERAS CONDOLÊNCIAS QUE DEUS POSSA CONFORTAR SEUS CORAÇÕES. DESCANSE EM PAZ GRANDE CIDADÃO CURRAISNOVENSE.

Fonte: 3ª CIPM de Currais Novos

PM do Rio proíbe policial de levar e usar arma na folga

 
Mesmo diante da matança de 152 PMs desde o ano passado, a maior parte delas no horário de folga, a Polícia Militar do Rio de Janeiro proíbe que seus homens e mulheres levem a arma da corporação para casa.
Salvo em situações especiais, com autorização do comando, os PMs são obrigados a deixar todo o armamento no quartel e retirá-lo quando voltam ao trabalho.
Se quiserem se proteger no horário de folga, precisam comprar a própria arma. Em 2017, 134 policiais foram assassinados no Estado, número que só fica abaixo das 137 mortes registradas em 1996.
O aumento da violência no Rio também atinge civis.
O índice de mortes violentas no Estado é de 40 por 100 mil habitantes, em 2017 -valor que cresceu 24% desde 2015.
O Estado está sob intervenção federal na segurança, comandada pelo general Walter Braga Netto, nomeado pelo presidente Michel Temer (MDB).
Resposta
A PM do Rio diz que as armas usadas no patrulhamento ostensivo fazem "parte do patrimônio estadual" e, por isso, "sempre retornam para as reservas de armamento ao término de cada serviço".
Isso também ocorre, diz a PM, com os coletes balísticos.
"Para que a corporação tenha à disposição sempre o máximo de seu recurso material, caso precise gerenciar qualquer tipo de crise", diz.
Segundo a Polícia Militar, a medida visa facilitar o "controle e emprego do efetivo".
"Possuímos um efetivo considerável que a qualquer tempo pode ser convocado para atuar nas ruas, sendo assim a instituição mantém seus armamentos alocados em reservas facilitando o controle e o emprego."
A corporação não informou o total de armas.

Fonte: Agora São Paulo

PF pediu prisão temporária do ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT)

A Polícia Federal pediu a prisão do ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT), do secretário de Casa Civil do Estado, Bruno Dauster, e de um empresário. As solicitações foram negadas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), responsável pelos mandados que deflagraram hoje, a Operação Cartão Vermelho.
O superintendente da PF, na Bahia, Daniel Justo Madruga, afirma que os investigadores, inicialmente, queriam a condução coercitiva dos três suspeitos. Como a medida está suspensa desde dezembro, por decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), a Polícia Federal requereu a prisão temporária.
“Nós entendíamos que nesse momento seria importante a condução coercitiva dos investigados para que eles depusessem hoje sem a possibilidade de combinar nenhum tipo de resposta, mas por decisão do Supremo Tribunal Federal as conduções coercitivas estão suspensas. Não se pode adotar esse tipo de medida. Nós entendíamos que era necessária a condução. Não havendo a possibilidade de condução, alternativamente se pediu a prisão temporária que foi negada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região”, afirmou Daniel Madruga.
O petista foi alvo de mandado de busca e apreensão da operação e teve sua residência e seu gabinete na Secretaria de Desenvolvimento Econômico do governo do Estado vasculhados.

Fonte: Jair Sampaio

Presos assassinados em Alcaçuz 'rasgaram a camisa' e criaram nova facção, diz delegado

Segundo a Sejuc, mortos foram identificados como Lázaro Luís de França Ferreira, mais conhecido como “Nego Lázaro”, e Shakespeare Costa de França, o 'Sheik' (Foto: Sejuc/Divulgação)
Os dois presos mortos neste final de semana dentro do Complexo Penal Alcaçuz/Rogério Coutinho Madruga, no Rio Grande do Norte, haviam recentemente deixado o Primeiro Comando da Capital (PCC) para fundarem uma nova facção criminosa: a 'Legião do Norte'. A informação foi confirmada ao G1 pelo delegado Eloy Xavier, titular da Delegacia de Polícia Civil de Nísia Floresta, onde fica a penitenciária.
“Rasgaram a camisa”, disse o delegado ao confirmar, também, que a criação dessa nova facção está sendo considerada parte do inquérito como a principal motivação para o duplo homicídio.
Ainda de acordo com o delegado, por enquanto não é possível dizer se a Legião do Norte é alguma ramificação ou se possui aliança com a facção Família do Norte, que surgiu nos presídios do Amazonas.
A Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc), por sua vez, disse que “não reconhece facções”, e que “todos os internos de suas unidades são apenas presos sob a tutela do Estado”.
Os dois detentos mortos foram encontrados enforcados com lençóis e pendurados em grades durante uma ronda feita na noite do domingo (25). Os corpos, no entanto, só foram removidos para perícia durante a madrugada desta segunda (26). Eles foram identificados como:
Lázaro Luís de França Ferreira, de 34 anos, mais conhecido como “Nego Lázaro”
Shakespeare Costa de França, de 24 anos, chamado de 'Sheik'. Ele havia escapado de Alcaçuz durante as rebeliões de janeiro. Na época, além dos 26 mortos, a Sejuc divulgou os nomes de 54 detentos considerados fugitivos da penitenciária.
Presos respectivamente desde 2014 e 2017, eles respondiam por tráfico de drogas, homicídio, assalto, porte ilegal de armas, entre outros crimes.
Ainda de acordo com a Sejuc, Lázaro e Shakespeare estavam presos juntamente com outros 10 detentos dentro da cela 08 da Ala A do Pavilhão 5 de Alcaçuz, como é habitualmente chamado o Presídio Rogério Coutinho Madruga, que hoje possui dois pavilhões.
Indiciados
Quanto às mortes, Eloy Xavier disse que dois presos, Laerte Ambrósio de Oliveira e Habynnadad Dalton Bezerra, se apresentaram como autores dos assassinatos e já foram indiciados. Ambos, segundo o delegado, também admitiram pertencer ao PCC.
Guerra de facções
Essas foram as primeiras mortes dentro do complexo de Alcaçuz após o massacre de 2017, quando 26 presos foram assassinados durante uma briga envolvendo duas facções criminosas. A matança aconteceu após membros do PCC, que estavam encarcerados no pavilhão 5, invadirem o pavilhão 4, onde estavam presos do Sindicato do Crime do RN.
A Sejuc esclarece que o pavilhão 1 do Rogério Coutinho Madruga é justamente o pavilhão 5, e que o Pavilhão 2 é, hoje, o antigo pavilhão 4 de Alcaçuz, que foi desativado e que aguarda reforma desde o massacre.
Já a penitenciária de Alcaçuz, que antes possuía 4 pavilhões, agora só possui três – separadas do Rogério Coutinho por um muro de concreto erguido justamente após a matança.
Superlotação
Atualmente, o complexo possui aproximadamente 2.100 detentos, quase o dobro de quando estourou a rebelião. Deste total, mais de 1.000 estão somente no Pavilhão 5, que possui capacidade para 400 presos.

Fonte: G1/RN

PM do Rio proíbe policial de levar e usar arma na folga

Mesmo diante da matança de 152 PMs desde o ano passado, a maior parte delas no horário de folga, a Polícia Militar do Rio de Janeiro proíbe que seus homens e mulheres levem a arma da corporação para casa.
Salvo em situações especiais, com autorização do comando, os PMs são obrigados a deixar todo o armamento no quartel e retirá-lo quando voltam ao trabalho.
Se quiserem se proteger no horário de folga, precisam comprar a própria arma. Em 2017, 134 policiais foram assassinados no Estado, número que só fica abaixo das 137 mortes registradas em 1996.
O aumento da violência no Rio também atinge civis.
O índice de mortes violentas no Estado é de 40 por 100 mil habitantes, em 2017 -valor que cresceu 24% desde 2015.
O Estado está sob intervenção federal na segurança, comandada pelo general Walter Braga Netto, nomeado pelo presidente Michel Temer (MDB).
Resposta
A PM do Rio diz que as armas usadas no patrulhamento ostensivo fazem "parte do patrimônio estadual" e, por isso, "sempre retornam para as reservas de armamento ao término de cada serviço".
Isso também ocorre, diz a PM, com os coletes balísticos.
"Para que a corporação tenha à disposição sempre o máximo de seu recurso material, caso precise gerenciar qualquer tipo de crise", diz.
Segundo a Polícia Militar, a medida visa facilitar o "controle e emprego do efetivo".
"Possuímos um efetivo considerável que a qualquer tempo pode ser convocado para atuar nas ruas, sendo assim a instituição mantém seus armamentos alocados em reservas facilitando o controle e o emprego."
A corporação não informou o total de armas.
Agora São Paulo