quinta-feira, 27 de abril de 2017

Lava-Jato arruinou muitas ambições políticas

IMG_1615 
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o melhor exemplo de como a classe política ficou desgastada desde que a Operação Lava-Jato foi às ruas, há pouco mais de três anos.
Com poucas variações, o enredo adotado pelos políticos começa com uma declaração de confiança na Justiça, evolui para um ataque à suposta repressão policial fora dos limites, passa por manobras legislativas e políticas para uma “operação abafa” e termina com uma delação e provas que os desmascaram. Por vezes, com desmoralização pública, como vem acontecendo com as divulgações dos vídeos dos delatores da Odebrecht.
Lula passou por todos esses estágios. E, na semana passada, após o depoimento “espontâneo” (já que não fez acordo de delação) do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, viu sua situação se agravar ao assistir um ex-aliado dizer que ouviu pedido do petista para “destruir” provas. Lula nega e diz que ele só fez isso porque está em busca de um acordo com o Ministério Público.

Fonte: Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário