sábado, 1 de abril de 2017

Bandidos param ambulância e executam idoso por engano na BR-226

A polícia acredita que os assassinos mataram a pessoa errada
Um idoso de 68 anos, identificado como José Etelvino da Silva, foi executado a tiros na madrugada desta quinta-feira (30) dentro de uma ambulância às margens da BR-226, entre os municípios de Patu e Messias Targino. A neta do aposentado, que o acompanhava, também foi atingida pelos disparos. A polícia ainda não sabe quem são os assassinos, mas desconfia que os criminosos mataram a pessoa errada. A neta da vítima, que tem 24 anos, ficou ferida nos braços e teve uma das pernas quebrada. Ela permanece internada no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Segundo a família, José Etelvino deixa viúva, quatro filhos e netos. A ambulância saiu do Hospital Municipal Emerson Josino Bandeira de Moura, em Patu, para levar o aposentado para tratamento médico em Natal. De acordo com o capitão Aderlan Bezerra, comandante da PM na região, por volta de 1h30. Poucos quilômetros após deixar a cidade, o veículo acabou interceptado por um carro, de onde partiram os disparos. Com os tiros, o motorista parou a ambulância. Ele até pensou que fosse um assalto, mas não era.
Os criminosos ordenaram que ele saísse correndo, abriram a porta da ambulância, retiraram a mulher que havia ficado ferida e executaram o idoso com tiros na cabeça. Os bandidos usaram pistolas e espingardas. Uma equipe da PM de Patu fez buscas pelos assassinos, mas não encontrou nenhum suspeito. Há alguns meses, um homem foi baleado na cidade e desde então está internado no hospital. Seria ele a pessoa que os bandidos queriam matar. Disseram que ele é quem deveria ter saído na ambulância naquele horário. Por algum motivo, a ambulância saiu com o idoso e a neta.

Fonte: G1/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário