quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Estudante de Direito é detido suspeito de negociar celular em JP com cartões clonados

Negociação entre vítima e suspeito
A Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa identificou e deteve nesta quinta-feira (23), em um shopping no bairro dos Bancários, na Zona Sul da Capital, um estudante de Direito, de 16 anos, suspeito de negociar celulares pela internet utilizando como pagamento informações de cartões clonados.
Segundo o delegado Lucas Sá, da DDF, a polícia chegou ao suspeito através de denúncia feita por uma de suas vítimas, que foi procurada pelo suspeito através de um anúncio feito no site OLX, vendendo um smartphone no valor de R$ 1,9 mil, em novembro de 2016.
“O suspeito fez o pagamento da negociação com um cartão de crédito em nome de terceira pessoa, informada como sendo um tio do suspeito, pagamento este cancelado poucos dias após a negociação, pelo titular do cartão de crédito, em razão de fraudes (uso indevido do cartão). A vítima, desta forma, passou a ser cobrada pela administradora do cartão de crédito, arcando com todo o prejuízo. Há poucos dias, o mesmo suspeito voltou a entrar em contato com a vítima, informando estar interessado na compra de outro aparelho e que iria utilizar um cartão de outro suposto parente. A vítima, então, reconhecendo que se tratava do mesmo suspeito das fraudes anteriores, procurou a DDF, que conseguiu localizar e deter o suspeito, conduzindo-o à DDF”, relatou o delegado.
No entanto, nesta quinta, de acordo com Lucas Sá, o suspeito não chegou a utilizar nenhum cartão de crédito, tendo comparecido apenas para analisar os aparelhos em negociação, motivo pelo qual não houve autuação. O suspeito, que está matriculado no primeiro período de Direito em uma faculdade particular de João Pessoa, foi interrogado na presença do pai dele, sendo liberado em seguida.
“Em razão das fraudes praticadas, poderá responder a mais de um ato infracional (em razão de sua idade), a depender do andamento das investigações. A DDF dará seguimento nas diligências necessárias à identificação de possíveis comparsas do suspeito e de outras vítimas das condutas praticadas”, concluiu o delegado.
A polícia orienta que são comuns fraudes praticadas pela internet (especialmente em relação à negociação de produtos eletrônicos), motivo pelo qual deve se ter cuidado redobrado, uma vez que todo aparelho eletrônico negociado poderá ser rastreado posteriormente pelo proprietário, motivo pelo qual só devem ser adquiridos aparelhos com nota fiscal, além de ser aconselhado que sejam obtidas as informações completas dos negociantes (nome, CPF, informações bancárias), evitando-se que os compradores sejam responsabilizados posteriormente pela aquisição de produtos sem procedência garantida (crime de receptação – pena de um a quatro anos – art. 180 do Código Penal Brasileiro).
Quaisquer denúncias sobre negociação fraudulenta de produtos pela internet ou sobre o uso de cartões clonados deverá ser encaminhada à DDF através do disque denúncia da Polícia Civil – tel. 197 (sigilo garantido), para que sejam adotadas as providências necessárias à localização e responsabilização de todos os envolvidos.

Fonte: Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário