terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Durante sessão desta terça, Nelter propõe visita técnica à barragem Armando Ribeiro Gonçalves e tem Projeto de Lei aprovado

Durante sessão desta terça, Nelter propõe visita técnica à barragem Armando Ribeiro Gonçalves e tem Projeto de Lei aprovado
Preocupado com a situação em que se encontra a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório hídrico do Estado, o deputado Nelter Queiroz (PMDB) propôs nesta terça-feira (13), durante seu pronunciamento na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), a formação de uma comissão parlamentar em parceria com técnicos competentes para conferir de perto a situação crítica do reservatório.
O deputado propôs a formação da comissão em virtude da desativação da distribuição d’água pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), através da adutora da Serra de Santana, para a maioria dos municípios da microrregião Serra de Santana, e pela construção da adutora de engate rápido de Caicó que também retirará água a partir da Armando Ribeiro.
Para Nelter, a Armando Ribeiro tem dado sinais de que não há como alimentar as adutoras existentes e nem de atender novas adutoras, como a de Caicó, que está orçada em R$ 42 milhões e atenderá 100 mil pessoas de municípios como: São Fernando, Jardim de Piranhas e Timbaúba dos Batistas.
“A solução para este impasse é que se mude o projeto da adutora de Caicó e, em vez dela ser construída a partir da barragem Armando Ribeiro, ela viria dos poços profundos do município de Upanema, que tem água mineral e em grande quantidade. O orçamento da obra aumentaria em R$ 12 milhões, mas a adutora seria construída em definitivo para atender a população destes quatros municípios”, disse o parlamentar.
PROJETO DE LEI
Ainda nesta terça, a ALRN aprovou um pacote com 11 projetos, dentre eles o Projeto de Lei (PL) 024/2016 de autoria de Nelter que concede isenção de Imposto sobre operações relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para a compra de arma de fogo por policiais civis e militares, agentes penitenciários e guardas municipais. Agora o PL segue para sanção do governador Robinson Faria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário