terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Dupla suspeita de furtar moto em Cruzeta fura bloqueio da PM e garupa sai baleado

0a 
Era madrugada de sábado para domingo, entre 3 e 4 horas da manhã, a Polícia Militar fazia incursões táticas urbanas para tentar reaver um veículo, tipo moto, modelo Honda, ano 2001/2002 que teria sido furtada em uma festa fank na cidade de Cruzeta, segundo relato do ocupante do veículo.
Os militares abordavam um indivíduo com várias passagens pela Polícia quando uma dupla se aproximou, repentinamente, dos PM's e não obedeceu a ordem de parada dada pelos Agentes. Ao aumentar a aceleração para evadir-se do local, um dos PM's atirou no pneu traseiro da moto, mesmo assim a dupla fugiu.
Os PM's fizeram o acompanhamento tático seguindo a dupla, mas a perdeu de vista instantes depois. Por volta das 3:30 hs da madrugada, a moto foi encontrada no mesmo trajeto feito pelos suspeitos quando os militares os perderam de vista. às 4:30 hs da manhã, um deles (garupa) pediu uma ambulância alegando está baleado na perna.
À polícia, o investigado disse que não conhece o homem que pilotava a moto, mas afirmou tratar-se de uma pessoa de Acari-RN. Disse também que estava de garupa apenas dando informações de como sair da cidade e que é inocente no furto da moto. Todos os sábados a cidade de Cruzeta é invadida por homens estranhos que vêm participar de uma festa funk.
A ação da Polícia Militar neste sábado, 17 de dezembro, foi elogiada pela população de Cruzeta, que diz não aguentar mais a insegurança na cidade, motivada, também, pelo pouco efetivo policial. Apenas dois homens faziam a segurança urbana de Cruzeta madrugada a fora, levando risco iminente aos Agentes de Segurança Pública.
O veículo foi entregue ao proprietário e a Polícia Civil vai iniciar as investigações para chegar ao autor do furto. As imagens das marcas de sangue em várias partes da moto furtada, e que provavelmente tenha sido utilizada na fuga da dupla, foram feitas pela polícia na frente de testemunhas, inclusive na frente da irmã e do suspeito infrator.

Fonte: Jair Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário