sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Petrobras recebe R$ 204,2 milhões recuperados por meio da Lava Jato

MPF devolve à Petrobras recursos recuperados na Operação Lava Jato (Foto: Marcelo Rocha/RPC)
MPF devolve à Petrobras recursos recuperados na Operação Lava Jato (Foto: Marcelo Rocha/RPC)
O Ministério Público Federal no Paraná (MPF) devolveu à Petrobras R$ 204,2 milhões recuperados por meio de acordos de colaboração e de leniências celebrados a partir da Operação Lava Jato. A cerimônia ocorreu na tarde desta sexta-feira (18), em Curitiba, com a participação do presidente da Petrobras, Pedro Parente. Durante o evento, os participantes defenderam as "10 medidas contra a corrupção" propostas pelo MPF.
O dinheiro é resultado de 21 acordos, segundo o MPF. Destes, 18 são de colaboração premiada, celebrados com pessoas físicas, e três de leniência, que foram fechados com pessoas jurídicas.
O MPF informou que, até o momento, 70 acordos de colaboração foram feitos no âmbito da Operação Lava Jato, além de seis acordos de leniência e de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).
Conforme o MPF, esta é a terceira  e a maior devolução de recurso para a Petrobras dentro da Lava Jato. A primeira devolução foi feita em maio de 2015. Ao todo, de acordo com o MPF, foram devolvidos cerca de R$ 500 milhões.
Os R$ 500 milhões devolvidos até agora pela Lava jato à Petrobras equivalem a 8% dos R$ 6,2 bilhões que a companhia lançou como prejuízos causados pela corrupção no balanço de 2014. Um relatório da Polícia Federal (PF) de novembro de 2015, entretanto, aponta que a empresa foi lesada em R$ 42 bilhões, ou 84 vezes os valor restituído.
Da dívida de US$132 bilhões da Petrobras, Pedro Parente estima que R$ 6 bilhões tenham sido causados pelo esquema de corrupção.

Fonte: G1 PR
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário