O Repórter do Povo

terça-feira, 24 de abril de 2012

Morte trágica de pai e filha em Maranguape/PE

Polícia foi ao Hospital da Restauração para apurar o caso / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Uma tragédia possivelmente provocada por acidente está sendo investigada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). No final da tarde desta segunda (23), um homem se matou após ver a filha, uma criança de 8 anos, ser atingida na cabeça por uma bala. A arma que vitimou os dois era guardada em casa e pertencia ao pai da menina. Segundo a polícia, o pai estava em casa, no bairro de Maranguape II, Paulista, Região Metropolitana, com as duas filhas, gêmeas. Parentes que moram em casas vizinhas escutaram um disparo de arma de fogo e, quando saíram para ver o que estava acontecendo, encontraram o homem na porta de casa com uma das filhas nos braços.
Familiares relataram que o pai estava desesperado porque a filha estava baleada na cabeça. Depois de poucos minutos de desespero, ele entrou em casa novamente e outro disparo de arma de fogo foi ouvido. Quando os parentes entraram, o encontraram ao chão, morto, com um tiro na cabeça. A criaça foi levada à emergência do Hospital Miguel Arraes, em Paulista, e em seguida transferida para o Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 22h15.  A delegada Euricélia Nogueira, do DHPP, informou que ainda é cedo para se afirmar o que aconteceu dentro da residência. “Temos que ouvir várias pessoas. Ainda não dá para saber quem atirou contra a criança”, disse. Euricélia informou também que o pai não tinha lesões nas mãos, mas que, mesmo assim, a polícia recolheu material para que seja feito o exame residuográfico.

Fonte: Cardoso Silva