O Repórter do Povo

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

INCIDENTE ENVOLVE MAJOR E SOLDADO DA PMCE

Um Soldado do Ronda do Quarteirão foi supostamente agredido, no começo da manhã de ontem, por um major da Corporação, que estava de folga. O praça, cujo nome não foi divulgado, estaria de serviço na patrulha RD-1051 e teria levado um soco no rosto do Major PM durante uma abordagem, no bairro Parangaba.
Conforme o relato de testemunhas e policiais militares, que não quiseram se identificar, a ´confusão´ teve início com um acidente de trânsito, que teria sido causado pelo veículo guiado pelo major. De acordo com moradores da região, por volta das 6 horas o automóvel Honda Civic pertencente ao oficial, trafegava no sentido Parangaba/Centro, quando foi interceptado por duas patrulhas do Ronda do Quarteirão em frente ao Núcleo de Negócios do Serviço Social da Indústria (Sesi), na Avenida João Pessoa.
A agressão ocorreu, segundo o relato de testemunhas, no momento em que os PMs abordaram o major.
"Depois que os policiais militares pararam o carro, ele (major) ainda tentou sair dirigindo, visivelmente embriagado, mas veio outra viatura e fechou a passagem", disse uma testemunha, que pediu para não ser identificada.
Policiais de outras viaturas relataram terem recebido pedido de apoio do policial agredido logo depois do fato, mas ao chegar ao local, o supervisor de Policiamento da Capital (CPC), ordenou que as viaturas retornassem para suas respectivas áreas. "Teve uma hora que contei oito viaturas", disse uma das testemunhas.
O Major PM Carlos Meireles Passos, que assumiu a supervisão de policiamento depois do ocorrido, disse que tudo não passou de um "mal entendido". Segundo Passos, a discussão foi entre o major e os civis. "Não houve agressão contra o soldado", afirmou. De acordo com o oficial, todos foram para a sede do CPC e prestaram depoimento. Em agosto de 2008, uma ocorrência envolvendo dois soldados do Ronda do Quarteirão e dois majores também terminou em incidente.


Fonte: Força Tática

Nenhum comentário: